O Super Luxo da Cadillac

Desde 1902 a Cadillac começou a produzir automóveis. E  o Luxo era o destaque.   A marca foi fundada por Henry Leland.

Alguns anos mais tarde, em 1909, a General Motors comprou a Cadillac, e Henry Leland foi convidado a ficar, o que fez até 1914. Leland deixou a Cadillac para fundar a Lincoln Motor Company.

Ao longo dos anos, a Cadillac tem sido inovadora nos seus modelos. A Cadillac foi a primeira marca a produzir um motor de oito cilindros tipo "V", nos Estados Unidos da América, a usar controle do termostático  no sistema de refrigeração. Além de adotar muitos comandos elétricos ao longo dos anos. Abaixo um Cadillac 1916 Type 53 com motor V8 e 77 cavalos.

Abaixo um modelo de 314 ano,  1927, que foi premiado em Araxá em 2018.

Em 1957 chegava o Cadillac Eldorado Brougham.Era fabricado em Detroit no estado de Michigan. Também lá o Cadillac Eldorado Seville. Foi fabricado entre 1957 e 1960 e fazia para da terceira geração do Eldorado.

Tinha quatro portas sem coluna, seu teto em aço escovado e as portas traseiras se abriam para frente. Era um carro muito exclusivo, custava muito caro para o consumidor e também para a própria General Motors. Foi criado para rivalizar com o Rolls-Royce, Bentley , Lincoln Continental, Chrysler Imperial e outros do mesmo quilate.  Uma de suas diferenças mais notáveis eram os quatro faróis circulares dianteiros e o capô do motor separado dos para-lamas. Os obuses nas extremidades da grade frontal era uma identificação da linha Eldorado (abaixo um modelo 1956)

Harley Earl, era vice presidente do departamento de estilo da General Motors e na famosa exposição Motorama, realizada entre 1949 e 1961 e realizada em vários estados dos Estados Unidos e mostrando as obras dos designers da empresa.O Brougham era um carro conceito, um "Dream Car" quando foi apresentado como um conversível pouco discreto em 1953. Mas a empresa tinha um segredo de um "Super Eldorado" e foi desenhado pelos melhores designers da empresa na época. Harley Earl já tinha 30 anos de empresa e queria se aposentar em grande estilo. Todos os modelos Eldorado eram obra de Harley Earl. Sua carroceria foi desenha por Ed Glowacke

Tinha mecânica, motor e transmissão tradicional da empresa. Um grande motor V8 dianteiro, cambio automático com três velocidades, como em qualquer carro de luxo na época e tração traseira. Seu o motor com oito cilindros em "V" tinha comando no bloco (em ferro fundido) e válvulas acionadas por varetas e balancins. Sua cilindrada era de 365 polegadas cúbicas (5.980 cm³) e potência de 325 cavalos a 4.800 rpm. Era alimentado por dois carburadores de corpo quádruplo. Tinha torque máximo de 56 mkg.f a 3.400 rpm. Detalhe interessante: O motor era testado antes e depois de ser montado no Cadillac. Tinha alto controle de qualidade .

Tinha comprimento de 5.494 metros, 1,99 de largura, altura 1,41 metros e entre-eixos de 3,20 metros. Seu peso era de 2.411 quilos. E neste porte não garantia muitas emoções em aceleração. De 0 a 100 km/h em 12 segundos e os primeiros 400 metros em 19 segundos. Sua velocidade máxima era de 195 km/h.  Sua estabilidade era boa para um carro deste porte. Seu chassi tinha longarinas em aço apoiando a carroceria . Sua suspensão era a ar, com bolsas pressurizadas, uma inovação para a época.Mas era problemática e foi substituída depois por uma mais convencional

Já em 1955 a Citroën com o modelo DS tinha a suspensão hidropneumática. Neste Cadillac exclusivo era controlada por válvulas de nivelamento, para evitar a rolagem exagerada e manter o carro sem levantar a dianteira quando carregado. Ainda, havia barras estabilizadoras, e o tradicional eixo rígido atrás. Tinha pneus na medida 8.40-15 e seus freios eram a tambor nas quatro rodas.

Art_et_Elegance_Chantilly_Dimanche_2015_(209)

Detalhes do interior extremamente luxuoso. Muito equipamentos elétricos estavam a disposição. Tampa de porta-malas abria e fechava ao ser acionada por um  botão, vidros e porta-malas idem. Também para a abertura das portas dianteiras. O banco inteiriço corria sobre trilhos até  encostar  no assento traseiro. Trazia mais conforto todo para a entrada dos passageiros. Além da ampla abertura das portas como pode-se ver na foto abaixo.

E depois retornava a posição original. E podiam ser  ser memorizadas. Ainda, tinha rádio que empregava transistores em vez de válvulas.  A antena também tinha acionamento elétrico.  Havia a possibilidade de escolher entre 45 combinações de tipos de materiais e cores para o interior.A carroceria saia e blusa com cor prata na parte inferior ficava muito bem combinando com o teto em aço escovado.

O carpete, podia ser em lã de carneiro especial. Ou com um nylon também especial chamado de Karakul. Nos  bancos dianteiros e traseiros tinha ótimo acabamento. Eram poltronas de alto luxo. Ainda, havia, aquecimento dos bancos para o frio severo  norte-americano A temperatura de cada um dos quatro lugares, exceto o central dianteiro, podia ser ajustada individualmente.

No porta-luvas, havia seis pequenos copos de cristal, porta cigarros e porta lenços de papel.

No descansa braço traseiro, estojo de maquiagem para mulheres sofisticadas, compartimento um perfume com atomizador Arpège da famosa francesa Lanvin. Com o descansa braço relocado, transportava seis passageiros com muito conforto.

Tinha um painel com ótima instrumentação. Velocímetro graduado até 120 milhas por hora, ou 200 km/h o hodômetro total e parcial. Abaixo ficava o indicador das marchas hidramáticas. Ainda, marcador da temperatura e pressão do óleo, temperatura da água e nível de combustível. Havia controles da temperatura interna e ótimo ar condicionado.

Visto de trás. Mantinha a elegância e destaque para os grandes rabos de peixe. Abaixo, inseridos no para-choque,  luz de ré e freio junto com a indicadora de direção. Foi premiado em Águas de Lindóia em 2013

E também em Araxá em 2014

Foram 400 unidades produzidas em 1957 e apenas 304 em 1958. Muito interessante foi que várias fabricas concorrentes como Chrysler e Ford adotaram depois o sobrenome Brougham nas décadas de 60 e 70 em modelos de alto luxo.

No ano seguinte , em 1959, a construção da carroceria foi para a Pininfarina na Itália. Cerca de 200 Cadillacs foram produzidos até o final de 1960. Mas eram mais simples em vários aspectos na tentativa de diminuir o alto preço. Ele custava na época o equivalente a dois Cadillac Biarritz! Abaixo um modelo 1960 do Eldorado. O carro produzido na Itália tinha a mesma frente, só que era um quatro portas com ampla área envidraçada e um rabo de peixe em bom tamanho.

No final da produção foi divulgado pela divisão Cadillac que o prejuízo financeiro foi de US$ 9.000 para cada carro produzido.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Antoine de La Mothe-Cadillac

Um pouco de história: O fundador de Detroit foi o francês Antoine de La Mothe-Cadillac. Um desbravador que chegou em terras americanas com 25 anos de idade em 1701. E o nome Détroit quer dizer estreito em francês.  Ele fundou o Fort Pontchartrain de Detroit em 1701, prevendo um grande futuro para o que se tornaria a cidade de Detroit. Depois de ter sido governador da Louisiana, voltou para a França, onde foi nomeado governador de Castelsarrasin. Seu nome foi dado à famosa marca automobilística americana em 1902, após as comemorações do bicentenário da fundação de Detroit. Em 2001, durante a comemoração do tricentenário da cidade, foi erguida uma estátua em sua homenagem. Seu sobrenome e título de senhor Cadillac é devido ao Monte Cadillac perto da baía de  Harbor no estado do Maine, Estados Unidos. Cadillac também é uma cidade francesa na região administrativa da Nova Aquitânia, no departamento da Gironda

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nota: Um Brougham

Brougham: Era uma carruagem pequena e leve com duas portas e quatro lugares, dois abertos e dois fechados, feita por encomenda do Lorde Henry Peter Brougham em 1838, de acordo com sua ideia e especificações. Foi criada em 1838 pela empresa de carrocerias Robinson & Cook derivada de um cupê que ganhou o nome Brougham e foi muito popular na Inglaterra

Texto fotos e montagem Francis Castaings. Fotos de divulgação e das organizações Peter Auto publicadas neste site

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volte a página Anterior

Volte a página principal do site.