Expominas - 60 Anos do Volkswagen no Brasil

Aconteceu no Expominas, bairro da Gameleira, em Belo Horizonte, Minas Gerais, a comemoração dos 60 anos do Volkswagen, nosso querido Fusca, no Brasil. Foi no domingo, dia 24 de março de 2019 que reuniu diversos clubes da capital e cidades vizinhas. Outras marcas estavam lá para prestigiar o evento que teve apoio da Expominas e da concessionária Volkswagen Recreio

Um dos carros mais queridos do país acabou de completar 60 anos de produção do Brasil. Em 1950 chegavam importados os primeiros Fusca no Brasil e passaram a ser fabricados aqui em 1959. Um dos carros mais amados do Brasil. Lá fora foi chamado e ainda é de Carocha em Portugal, Escarabajo na Argentina, Cox ou Coccinelle na França, Magiolino na Itália e Beetle nos países de língua inglesa. Foi produzido em grande escala aqui, em seu país de origem Alemanha, onde era apelidado de Käfer, besouro em alemão, e também foi fabricado na Austrália, África do Sul e no México, último país a produzi-lo.

Foi fabricado aqui com motores 1.100 (Alemanha) , 1.200, 1.300, 1.500 e 1.600 cm³. É de longe o motor mais utilizado no planeta. Em carros, barcos, ultra-leve, motocicletas, triciclos, etc.

Foi lançado aqui no Brasil em 1959, fabricado em São Bernardo do Campo, São Paulo. Mas os primeiros, de origem alemã desembarcaram no porto de Santos, São Paulo em 1950. E caiu no gosto brasileiro!

Em 1970 chegava o Fuscão com motor 1.500 cm³ e 44 cavalos. E vendeu muito bem! O painel podia ter revestimento imitando madeira. foi o carro mais vendido da década de 70, apesar do lançamento do Chevrolet Chevette, do Fiat 147, do irmão VW Brasília... Também nesta década, não faltaram rodas de liga de 13 e 14 polegadas mais largas, a famosa "tala larga" , com pneus radiais, escapamentos da marca Kadron, volantes de menor diâmetro e também eram rebaixados para ganhar mais estabilidade.

A produção terminou em 1986. Só havia a opção com motor 1600 (o 1300 deixou de constar em 1984), vidros verdes, rodas com diâmetro de 14 polegadas...mas voltou em 1993 e por volta de 47.000 Fuscas foram produzidos até 1996 e em Puebla, no México até março de 2003 e na Alemanha foi encerrada em 1978. Ao todo foram de 1938 à 2003: 21.529.464 produzidos sendo 15.444.858 na Alemanha (330.251 conversíveis ), 3.350.000 no Brasil cerca de 2,5 milhões no México (Vocho) e montados na Austrália, Bélgica, Finlândia, Indonésia, Irlanda, Malásia, Nova Zelândia, Nigéria, Filipinas, África do Sul e Venezuela.

Nestes anos houve a mudança do vidro traseiro que era bi-partido, depois oval e para a felicidade do motorista ficou maior modernizando o carro e melhorando a visibilidade. Para-lamas cresceram, para-choques mais modernos, maior conforto interno a aperfeiçoamentos no motor para deixa-lo mais "valente" !

O primeiro veículo Volkswagen no Brasil foi o super utilitário Kombi

E teve várias versões de carrocerias e acabamentos

Abaixo uma rara versão cabine dupla

E uma versão divertida do MOVA (Museu de Objetos e Veículos Antigos). Saiba mais sobre a Kombi

O primeiro esportivo da marca no Brasil e na Alemanha foi o Karmann-Ghia

E sua versão TC. Leia mais sobre o Karmann-Ghia

Em 1968 chegava o Volkswagen 1600 quatro portas

E depois vieram a Variant e o TL. Leia a história

Baseado na Variant nasceu a Brasília em 1973. Saiba mais

E a revolução começou com o Volkswagen Passat                                                                           

Saiba mais sobre este sucesso da Volkswagen

Outro sucesso da Volkswagen foi a linha Gol que continua muito bem no século XXI. Lançado em 1980, o Gol BX tinha mecânica igual ao do Fusca 1300, mas posicionada na frente. Passou a usar o motor 1.600, mas só conseguiu sucesso com o novo motor AP arrefecido à ar já usado no VW Passat.

Deu origem ao Voyage, Saveiro e Parati. Usou motores 1.600, 1.800 e 2.000 cm³. O Volkswagen Gol chegou com motor 1.300 cm³, arrefecido à ar, o mesmo bom e conhecido da família Volkswagen que por anos equipou a maioria d seus modelos. Só que no VolkswagenGol ele era dianteiro e sua tração dianteira.

A ideia não era nova, já havia sido pensada, mas não aplicada na Alemanha. Era o projeto VW-Porsche EA266. Ainda existe um exemplar na matriz europeia, mas chegaram a fabricar 50 protótipos e alguns já estavam prontos no final da década de 60. A mecânica estava abaixo do banco traseiro e aqui no projeto BX foi colocada na dianteira. Não vingou lá, o presidente da VW Kurt Lotz pôs fim a este projeto afim de revolucionar a linha que começou com o Passat e logo depois o Golf que salvou a Volkswagen devido ao seu enorme sucesso. Kurt Lotz aproveitou todas as boas ideias e bons projetos da Audi e da NSU Motorenwerke. Ambas haviam sido absorvidas pela Volkswagen. O Projeto EA 276, já com motor dianteiro à ar e idealizado por Giorgetto Giugiaro também não vingou. Este estilista italiano foi o criador do Passat, Golf, Polo...

O estilo foi baseado no Golf e no esportivo Scirocco das décadas de 70. Os motores a ar tiveram cilindradas de 1.300 e 1.600 cm³, mas foram substituídos a tempo pelo motor arrefecido à água já usado e aprovado no VW Passat. O Gol, Voyage, Parati e Saveiro usaram motores 1.500, 1.600, 1.800 e 2.000. A versão 1000 16V também era muito atraente ainda mais na versão Turbo.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Puma

Uma das mecânicas mais versáteis do mundo é do Volkswagen com motor quatro cilindros opostos (Boxer).

Equipou o Puma , o Bianco, quase todos os carros fabricados pela Gurgel, Bugues, o Adamo, o Lorena, o Squalo, L'Auto Phor, Ventura, os primeiros Miura (nacionais), o Renha, o MP Lafer, o Jipe Jeg da empresa Dacunha, réplicas de antigos Bugatti 35 B, Alfa Romeo 1931 Monza, Mercedes-Benz 1929 Gazelle e até a motocicleta marca Amazonas utilizaram o motor VW a ar. Todos baseados nos Porsche refrigerados a ar. Originais ou réplicas.

Um de seus concorrentes era o SP-2

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gurgel

Conheça os carros de João Augusto do Amaral Gurgel

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Lafer

Um exemplar muito bonito do MP Lafer. Conheça

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ford

Belo Ford Corcel GT. Conheça

O Ford Maverick com motor quatro cilindros 2,3 OHC

O Ford Maverick foi lançado no Brasil em 1973. Saiba mais

Ford Escort XR-3. O Ford Escort chegou ao Brasil em 1983. O nome Escort foi utilizado a primeira vez na versão perua do Ford Anglia . Sua primeira geração, já como modelo, nasceu em 1968, a segunda em 1974, ambas com tração traseira e fizeram enorme sucesso em ralis internacionais. A terceira na Europa, em 1980, idêntica a nossa, já com tração dianteira. Havia no Brasil o motor 1,4 e 1,6 litros. O motor CHT (Combustão em Alta Turbulência) foi elaborado por Luc de Ferran, engenheiro que trabalhava na Ford e pai do piloto Gil de Ferran. O XR-3 era o esportivo da linha. Havia também a versão conversível fabricada pela Karmann. Se distinguia dos outros modelos da linha na parte externa pelo aerofólio traseiro e spoiler dianteiro mais pronunciado. Nesta geração havia os filetes vermelhos. Na terceira geração foi apresentada no final de 1996. Trazia o Hatch, o sedã e a versão Wagon quatro portas. E o novo motor Zetec, também em posição transversal,  1,8 litros, 16 válvulas e 115 cavalos de potência. Infelizmente todos raros em bom estado como este. O Escort foi fabricado na Inglaterra, Alemanha, nos Estados Unidos (bem diferentes em termos de estilo), Brasil e Argentina. Era o carro mundial da Ford. A versão europeia Ford Escort RS Cosworth é muito desejada lá. Referência entre pequenos esportivos. 

Para quem mão sabe a Cosworth é uma fabricante inglesa de motores, para carros de corrida de várias categorias e fornece motores para sedãs pacatos se transformarem em carros de alta performance. Foi fundada em 1958 por Mike Costin e Keith Duckworth. O nome do motor surgiu da junção do sobrenome de ambos. Na década de 70 e 80 equipava vários carros de Fórmula Um.

Sobre a plataforma do Ford Galaxie foi construído o Concorde. O Concorde era uma réplica brasileira fabricada pela empresa de João Storani, a Concorde Indústria de Automóveis Especiais  que utilizava o chassi e motor do grande Ford Nacional. oi produzido de forma artesanal, não passou de vinte unidades e existem poucos sobreviventes. Seu desenho foi baseado nos grandes carros norte americanos das décadas de 20 e 30 principalmente no Duesemberg. Era caro e por isso muito exclusivo.

Este Hot Ford modelo B Tudor foi o sucessor do modelo A. Saiba mais

E o Ford Mustang cupê Hard Top 1969

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os Carros da General Motors

Chevrolet Opala Especial sedã 4100

Um Chevrolet Opala Cupê 250-S

Este é um modelo 4.1/S. Saiba mais sobre nosso mais famoso Chevrolet

Este foi o primeiro carro pequeno da General Motors Brasil.Leia mais sobre o Chevette

Um Chevrolet Kadett GSi com carroceria Bertone

O Chevrolet Monza. Foi fabricado aqui com carrocerias Hatch, cupê e quatro portas. Motores com quatro cilindros em linha com 1,6 litros, 1,8 e 2,0.

Este é um Puma GTB série 2 com motor Opala seis cilindros. Saiba mais sobre os carros da Puma Veículos

Hot picape Chevrolet 3100. Saiba mais sobre as picapes Chevrolet

E um Hot Chevrolet baseado na linha Master

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os carros da Fiat

Assim como a linha 147, a linha Uno tinha uma gama completa. Além do Uno, havia o sedã Prêmio, a picape Fiorino e a perua Elba (abaixo). Motores com 1,0, 1,25, 1,4, 1,5, 1,6 litros.

A Fiat queria ser grande, já era, mas almejava um mercado mais amplo e tinha produtos para tal fim na Itália e por que não trazê-los para o Brasil? Em 1992 chegava o Fiat Tempra, um sedã muito moderno pronto para competir com o Chevrolet Opala no final de linha, o Ford Del Rey que também perdia fôlego e enfrentaria com vantagens o Volkswagen Santana e seu primo Ford Versalhes da Autolatina que já haviam sofrido reestilização. E fez sucesso!

Era um carro médio, que pesava 1.180 quilos, quatro portas, motor transversal com quatro cilindros em linha, 2,0 litros, 105 cavalos, cambio manual de cinco marchas e como todos os carros da linha no Brasil e desde o modelo 128 da década de 60 lançado na Itália, tinha tração dianteira. Em 1994 chegava o modelo cupê, só existente aqui como o Santana duas portas e mesmo com a versão Turbo fez pouco sucesso e hoje são colecionáveis e raros sobreviventes. A versão Ouro trouxe o primeiro motor com cabeçote com dezesseis válvulas no país e em 1995 a injeção eletrônica chegava aos motores que alcançavam 120 cavalos e a versão Turbo, com duas ou quatro portas atingia 212 km/h e fazia de 0 a 100 km/h em apenas 8,5 segundos . Era o carro mais veloz do Brasil em 1995.  A versão perua, muito bonita, é muito rara nas ruas e era importada. O modelo acima é um Turbo Stile.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Chrysler

Rara picape Dodge. Trata-se de uma Picape Job-Rated fabricada entre 1954 e 1956 e eram da categoria Medium-Duty/Heavy-Duty C Series

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Daimler Benz

Belo Mercedes-Benz 500 SEC série C-126

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Quem não foi perdeu, mas está acontecendo todos os domingos com ótimos carros antigos                                    

Ótimo encontro de carros antigos, amigos e motocicletas

Texto, fotos e montagem Francis Castaings

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volte a página anterior

Volte a página principal do site.