A volta as origens

 O Lambo do Rambo

Ferruccio Lamborghini, industrial italiano muito bem-sucedido, construía automóveis esportes bonitos, rápidos e originais. Ele começou construindo tratores agrícolas.













 

No final dos anos 70 o projeto LM001 estava pronto. Um super jipe de dimensões avantajadas com motor traseiro de oito cilindros em “V”.  Seu nome de batismo era Cheetah (abaixo) e o protótipo tinha versões civil e militar. Mas a estabilidade e a dirigibilidade era desastrosa. Não foi adiante.

Em janeiro de 1986 foi lançado o LM002. Três volumes, quatro portas, 4,95 metros de comprimento, 2,04 de largura e 1,85 de altura. Um tamanho respeitável. Pesava quase três toneladas. Tudo isso apoiado num chassi de estrutura tubular.

Apesar disso atingia quase 200 km/h, 0 a 100 km/h em 10, 2 segundos e os primeiros 1.000 metros eram feitos em 31 segundos. Mas este veiculo não tinha nenhuma pretensão esportiva já que não era muito fácil dirigi-lo por causa das dimensões generosas.  Não tinha muita maneabilidade. Era um carro ótimo para Sheiks, Emires e magnatas do petróleo para passear no deserto e ir a caçadas. Ali era seu terreno favorito. Um carro para rodar onde tinha espaço de sobra.

Suas linhas eram parrudas, bem retas e impunha respeito. Os pára-lamas altos e largos para abrigarem pneus Pirelli Scorpion pesados nas medidas 325/65 VR 17. Sobre o capô havia dois  ressaltos o que o tornava com cara de mais briguento. Atrás, sobre o porta-malas, um bagageiro especial para a acomodação de fuzis! Os para-choques, ficavam na extremidade inferior dos pára-lamas e eram tubos de bom diâmetro.

Um fora de estrada que batia recordes. Seu motor dianteiro longitudinal, de liga leve, tinha 12 cilindros em “V”, 5,167 litros e era o mesmo do super esportivo Countach que desenvolvia 455 cavalos atingindo 6800 rpm. Tinha 48 válvulas o que era um recorde para um carro com tração nas quatro rodas. Esta não era permanente e sua caixa, marca ZF, tinha cinco marchas. Era alimentado por seis carburadores de corpo duplo Webber que tinham um apetite voraz. Seu consumo era proporcional a potência e ao seu tamanho. Variava entre 2 a 4,5 km/l dependendo do peso do pé. Mas seus dois tanques comportavam 290 litros. Outro recorde.

Seus freios dianteiros eram a disco, ventilados mas os traseiros eram a tambor com servo-freio. Em alta velocidade era difícil segura-lo já que não tinha ABS. A suspensão, independente, contava com amortecedores e molas helicoidais. Esses amortecedores, da marca Wayssauto eram de uso militar. Poderia ser exigido sem problemas.

Por dentro havia couro de ótima qualidade em todos os assentos e forrações. Madeira nobre sobre o painel que era equipado com conta-giros, velocímetro, marcador de pressão de óleo, etc.. Acomodava com conforto quatro passageiros. Todos em posição acima da media em relação ao solo. Além da alavanca de freio de estacionamento, havia a de cambio normal e mais outra para acionar o sistema de tração que funcionava da seguinte forma: 4 x 4 com o diferencial central, 4 x 4  com diferencial central bloqueado ou desbloqueio da tração da frente. O ar condicionado era de série e o volante esportivo de três raios. A direção era hidráulica. Os vidros eram grandes e quase todos sem nenhuma curvatura.

Em 1987 um veículo de série participou da organização no Rali dos Faraós. O famoso piloto italiano Sandro Munari também participou com o modelo no Rali Off- Road da Grécia, mas não terminou,  pois devido a um defeito no marcador de combustível, a gasolina acabou. Neste mesmo ano a Chrysler americana comprava a Lamborghini. Com nova injeção de capital ela pode continuar seus projetos de desenvolvimento.

Em 1988 participou do Paris-Dakar com dois carros que tiveram pouquíssimas modificações. Em relação ao modelo de série era 400 quilos mais magro. Não obtiveram bons resultados.

Seu único concorrente em todo planeta era Hummer americano que é fabricado até hoje.

Foram construídos 300 exemplares até 1991. Custava o equivalente a três BMW 745i na época de seu lançamento ou 20 % a menos que o Countach em 90! Hoje é raridade. Veja o filme

Conheça o Lamborghini Miura

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em Escala

Miniatura Lamborghini LM002 marca Matchbox, escala 1/64. Data de fabricação :  2014

Texto e montagem Francis Castaings. Fotos de divulgação Lamborghini .                                                

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volte a página Anterior

Volte a página principal do site.