Salão Rétromobile 2019 - O maior Salão de Automóveis Antigos do Mundo

Aconteceu entre os dias 6 e 10 de fevereiro 2019 a Paris Expo Porte de Versailles, França. Cerca de  650 expositores, 72 000 m²  de exposição, 600 carros expostos, mais de 100 clubes presentes. Homenagens especiais aos 100 anos da marca Citroën, aos 60 anos do Mini, a marcas famosas como a BRM (British Racing Motors) inglesa que produziu bólidos para Fórmula Um, aos super caminhões Berliet, a Aston Martin, aos blindados Panzer famosos na Segunda Grande Guerra, Lamborghini, Porsche, BMW, Bentley...

Uma exposição que reúne todos os tipos de veículos e personalidades do mundo do automóvel se misturam à um público entusiasta!

Onde? Versailhes

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os carros

Aston Martin DBS que sucedeu os modelos DB6, 5,4 ... (saiba mais)

Uma carroceria de um Lamborghini 350 GT ao lado do super esportivo Miura S                                                                                      

Um Belo BMW 507. Apenas 252 unidades produzidas entre 1956 e 1959.

Um BMW 3.0 CSL produzido entre 1968 e 1975 série E9

Porsche 935

Porsche 911 (saiba mais), Mclaren Porsche MP4/3, Porsche 904, Porsche 906 e Porsche 356 (Conheça)

Os cem anos da Citroën com modelo muito especiais

Outro modelo da Chapron. Saiba mais sobre o DS

E um caminhão Citroën Kégresse P17 com esteiras da aventura Cruzeiro Amarelo da expedição que foi à China

Mercedes-Benz cupê 300 S série W 186 de 1951

Abaixo um modelo de corridas CLK GTR, um 770 K (1930–1943) e um Mercedes-Benz SL Asa de Gaivota (Saiba mais)                    

Mundo Lancia

Lancia Fulvia HF, Lancia Beta Monte Carlo Turbo. Lancia Delta Intregale, Lancia Astura Sports Coupé carroceria Farina. Outras variações do belo cupê tinha carroceria Pourtout. Foi fabricado entre 1931 e 1939. E Lancia Stratos. Leia sobre o Stratos e Aurelia

Mclaren M7C Cosworth 1969

Mclaren M23 1974                                                                                     

Mclaren F1 GTR motor BMW V12 1997, 600 cavalos. 5.999 cm³, 915 quilos e velocidade final de 362 km/h

Maserati 1953 A6GCS Spyder Fantuzzi

Maserati MC 12 fabricado entre 2004 e 2005 para competir no Campeonato FIA GT

Comemoração dos 45 anos do motor PRV (Peugeot, Renault, Volvo) que foi utilizado no Peugeot 504 cupê (saiba mais) e 604, no Renault 30, na linha Volvo 260, no esportivo monegasco MVS Venturi, no De Lorean DMC (conheça) no Alpine A310, nos carros de corrida WMP79-80 e no WM Peugeot! A Versão WM P88 Peugeot bateu o recorde de velocidade no circuito de Le Mans na reta Hunaudières alcançando 407 km/h em 1988 !

O interessante Lotus Eleven prodzido entre 1956 e 1958 cujo Designer é obra de Frank Costin o mesmo dos motores Cosworth (Mike Costin e Keith Duckworth)

Muito interessante triciclo Prinetti-Stucchi Bugatti que utiliza dois motores De Dion

Agradecimento especial a minha prima Jacqueline Casamayou pelas fotos acima. Abaixo recebendo o prêmio da Federação Francesa do Esporte Automobilístico ( Fédération Française du Sport Automobile)  

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rétromobile 2019 - O passado tem sempre um futuro!

Evento essencial de cada início de temporada, o Rétromobile fez seu grande retorno de 6 a 10 de fevereiro de 2019 na Porte de Versailles. Para esta 44ª edição, o Salão une forças com o National Motors Museu de Beaulieu, o Haynes International Motor Museu e o Transports Prevost para celebrar o 60º aniversário da mais amada garota inglesa do mundo: o Mini.

O MINI: UM PEQUENO AUTOMÓVEL COM AS QUALIDADES DE UM GRANDE Projetado por um engenheiro grego nascido na Turquia, Alec Issigonis, o Mini é o resultado de uma reflexão em torno do conceito de um automóvel popular e econômico. Issigonis estava interessado no chassi projetado pelo engenheiro francês Dechaux apresentado no Salão de 1947. Tração dianteira e motor transversal, este conceito foi projetado para otimizar o espaço do passageiro em um volume mínimo.

O Mini tem tudo de ótimo com seus 4 lugares que podem acomodar 4 adultos. Seus 3,02 m de comprimento e 1,40 m de largura fez dele um automóvel icônico desde seu lançamento. Seu sucesso é foi tal que, 60 anos depois, 5 milhões de unidades deste pequeno veículo com um corpo redondo foram vendidas em todo o mundo.

Imaginada a retrospectiva, volta aos primórdios da marca pela primeira vez, com a apresentação do protótipo de chassis desenhado por Dechaux em 1947.

Os visitantes também terão o prazer de encontrar modelos que fizeram o sucesso da marca, entre eles, o mini utilitário picape e a pequena,  o Mini Moke (abaixo) originalmente pensado para o exército britânico, Mini Break Woody ou esportes Cooper S e Marcos.

E o pequeno esportivo Marcos sobre a plataforma do Mini.Em 1965, o fabricante britânico Marcos fabricava uma série de pequenos carros esportivos de fibra de vidro com base no Mini. O pequeno carro de corrida com carroceria aerodinâmica teve seus momentos de glamour, em particular, terminando em 15º às 24 Horas de Le Mans em 1966

E no Rali de Monte Carlo. Leia mais sobre o Austin Morris Mini e seu utilitário derivado Mini Moke

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Citroën Automobiles

Citroën - 100 anos de criatividade e vanguardismo! A história da marca Citroën é a de um construtor visionário. André Citroën, seu criador, revolucionou a produção em série de automóveis francesa inspirando-se no modelo americano: produção em massa. Ajudou assim a popularizar o automóvel em França e na Europa.

A marca continua seu destino hoje, continuando a demonstrar modernidade e inovação. Para a sua 44ª edição, o Salão Rétromobile celebrará 100 anos de história deste carro-chefe do automóvel francês.

A aventura da Citroën começou na Polônia, onde André Citroën, graduado pela Escola Politécnica, adquire a patente para a exploração de um sistema de engrenagens cujos dentes têm a forma de um "V" invertido - o que inspirará alguns anos depois, o famoso logotipo da Citroën. Seu pequeno estúdio parisiense está rapidamente se tornando bem sucedido e seus clientes incluem os automóveis Skoda e Mors.

Durante sua mobilização no regimento de artilharia durante a Primeira Guerra Mundial, André Citroën propôs ao governo criar uma fábrica de munição capaz de produzir até 20.000 projéteis por dia. Levou apenas 6 semanas para a planta sair do solo em um endereço agora conhecido: Cais de Javel, atualmente um parque as margens do Rio Sena. Os resultados são espetaculares e, graças ao ferramental que ele trouxe dos Estados Unidos, ele rapidamente dobra seus objetivos de produção.

No Armistício, a fábrica foi naturalmente convertida na fabricação de automóveis e em janeiro de 1919, a marca anunciou o lançamento do "primeiro carro francês construído em produção em série". O modelo 10 HP sai da fábrica em 4 de junho de 1919! Impressionado pela modernidade, a Citroën é inspirada no modelo americano da Ford. A França está experimentando uma nova revolução industrial. A produção em massa permite que André Citroën reduza o preço de custo dos veículos. Como resultado, ele pode vender seus carros mais baratos e aumentar os salários. Contribui assim para popularizar o automóvel na França. No espaço de 4 anos, a marca torna-se o maior fabricante europeu. A partir de 1929, as fábricas se multiplicam nos subúrbios de Paris e a Citroën alcança o marco de 100.000 veículos produzidos por ano - um feito para a época!

VANGUARDA NA PUBLICIDADE COMO MARCA DE FABRICANTE Citroën não é apenas um produtor de automóveis, a marca também é um fabricante de sonho com operações de mídia invisíveis! Expedições são organizados em todo o mundo para promover a marca no exterior. Primeiro na África, com a "travessia do Saara" (1922-1923) e o "Expedição Negra" (1924-1925), depois na Ásia ("A Expedição Amarela": 1931 - 1932) e finalmente no Canadá (" A Expedição branco ": em meados dos anos 30). Para estas múltiplas expedições, é o Citroën B2 e depois o C4 e o C6 que vão desbravar diferentes continentes. Depois de revolucionar o mercado automotivo, André Citroën traz publicidade para uma nova era! Ele invadiu a Torre Eiffel por quase 10 anos, iluminando-a com 250.000 lâmpadas elétricas.

A Grande Depressão de 1929 não poupa a Citroën. O número de pedidos diminui e é necessário pagar os 147 milhões de francos emprestados para modernizar a fábrica de Javel. Um novo modelo revolucionário foi desenvolvido em apenas 6 meses por André Lefebvre e desenhado pelo italiano Flaminio Bertoni:

O Traction Avant (saiba mais). Lançado prematuramente em 1934, ele se tornou um automóvel francês e inundou as estradas da França por 23 anos. Isso não foi suficiente para atender as dívidas da marca. Assim, a Michelin assume o controle da Citroën em fevereiro de 1934. Essa mudança de direção é marcada pela saída do criador, dispensada no ano seguinte. O novo acionista está embarcando em um amplo plano de reestruturação: a força de trabalho cresceu de 25.000 para 11.500 e os salários estão sendo reduzidos. Isso, no entanto, não põe em risco a reputação inovadora da marca, que lança dois veículos míticos: o furgão Tipo H (abaixo) em 1947 e o....

E o 2CV em 1948 (Conheça)

RENOVAÇÃO: Seguindo o plano de cinco anos do automóvel surgido durante a Libertação, a Citroën é forçada a abandonar o projeto de carros pequenos. A marca deve, portanto, se reinventar novamente. Saindo do projeto VGD (veículo produzido em massa), o DS (saiba mais), o primeiro sedã projetado pela Citroën, foi apresentado em 1955. Com este modelo, a marca do Chevron desafia toda a concorrência. O fabricante não para por aí, com o lançamento em 1970 do cupê SM, uma verdadeira joia de tecnologia e potência, com um motor V6 Maserati para atingir mais de os 200 km/h

A primeira dama Jackie Kennedy no Citroën DS de Charles De Gaulle

No final dos anos 60, a Citroën está em meio a uma nova crise. Ela é finalmente salva in-extremis pela Peugeot. O grupo PSA Peugeot Citroën nasceu, mas os anos 70-80 não são tão brilhantes e marcados por muitas tensões. Muito presente, a empresa Franche-Comté está protegendo a Citroën. Não foi até 1997, com a chegada de um novo líder: Jean-Martin Folz, que a Citroën recuperou sua autonomia de ação. Uma nova linha de modelos DS está sendo projetada, e a marca é um enorme sucesso público. Além disso, as repetidas vitórias de Sébastien Loeb (nove vezes campeão mundial de Rali, 79 vitórias,  com os modelos Xsara WRC, Citroën C4 WRC, DS3 WRC ...nas competições contribuem muito para restaurar o antigo esplendor da Citroën.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Berliet

O retorno do impressionante Berliet T 100 no Rétromobile 2019! Em 1957, o Berliet T100 deixou a fábrica de Lyonnaise para ser exibido no Salão do Automóvel que foi realizado no Grand Palais. Sendo as portas do salão demasiado pequenas para a entrada deste colosso de aço, o T100 foi exposto num espaço especialmente construído para esta ocasião no Parque de Exposições da Porte de Versailles. 62 anos depois, o gigante pega a estrada para Paris, no Salão Rétromobile. T100, Sahara 1960. Abaixo o itinerário do grande caminhão. Acima a equipe que fundou a marca.

Detalhes do grande caminhão

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Artcurial Motorcars - Empresa de Leilões Francesa

Rétromobile 2019 pela Artcurial Mortorcars: a venda oficial do Salão Rétromobile. Este evento internacional começou na sexta-feira, 8 de fevereiro para o carros de coleção, e continuou até sábado, fevereiro 9 com uma coleção de 90 motocicletas MV Agusta e foi  fechado em domingo, fevereiro 10.

Depois foi colocado a venda, seguido de muita vibração, uma coleção excepcional de capacetes para pilotos de Fórmula 1. Perteceram a Fernando Alonso, Raïkkönen, Rosberg, Schumacher, Hamilton, Villeneuve, etc. E também macacões e acessórios: 180 capacetes e 150 macacões.

Maserati A6GCS Spyder 1953 Fantuzzi. Neste evento de prestígio organizado todos os anos por ocasião do Rétromobile, o leilão Rétromobile by Artcurial Motorcars esteve para a edição de 2019 do Salão. A nomeação é dada a partir de 6 de fevereiro 2019, no Parque de Exposições na Porte de Versailles, com a exposição de carros de colecionadores descobertos pela equipe ativa de especialistas da Artcurial Motorcars. Estimativa € 3.75M - € 4.5M. Foi entregue novo nos Estados Unidos, este importante carro de competição de Maserati foi testado por Juan Manuel Fangio! Com uma história límpida e conhecida, ela é elegível para todos os eventos históricos mais prestigiados. Graças a uma restauração excepcional, ela está pronta para pegar a estrada ou os circuitos.

O primeiro com carros de coleção, foi apresentado sexta-feira, 8 de fevereiro, com destaque para um excepcional Alfa Romeo 8C 2900B Touring Berlinetta de 1939, estimado entre 16 e 22 milhões de euros. O Alfa 8C foi um dos automóveis mais rápidos da era pré-guerra. Menos de 50 foram produzidos e apenas 5 neste corpo Touring muito desejável. Esta é uma das duas obras-primas pré-guerra como o Bugatti Atlantic. Este exemplar manteve seu layout de fábrica com sua mecânica original e, excepcionalmente, seu proprietário esta com ela há 43 anos!

1931 BUGATTI 51 GRAND PRIX Estimativa 4M € - 5M € . Existem poucos Bugatti de Grandes Prêmios com um histórico rico. Comprado por Marcel Lehoux, um dos pilotos privados mais proeminentes da época, ela terminou em sexto lugar no Grande Prêmio de Mônaco de 1932 com ele sendo que o proprietário era o piloto. Ele então correu com pilotos renomados como Maurice Trintignant. Há mais de 40 Grandes Prêmios em sua lista. É raro encontrar uma competição Bugatti ainda equipado seu chassi original, muitas peças mecânicas e sua carroceria está em uma condição tão excepcional.

O Bugatti # 51128 foi entregue novo em Argel para o piloto de Marcel Lehoux em junho de 1931. Ele nunca parou de correr, ganhou várias vitórias e obteve vários pódios. Em 1932 ele chegou a terminar em 6º no famoso Grande Prêmio de Mônaco. O carro foi depois  adquirido por Louis Trintignant, já dono de vários Bugatti, que competiu em várias corridas, das quais saiu vitorioso em muitas. Mas foi ao volante de seu outro Bugatti 35C que ele morreu em 1933. O Bugatti 51128 foi então revendido no mesmo ano por sua esposa para Jules Rolland, piloto do motociclista. Por não usá-lo, ele decidiu vendê-lo em 1938. O comprador é igualmente famoso piloto francês Maurice Trintignant, já gostava da marca, e participava há muito tempo do Grand Prix na cidade de Pau em 1938 ou Chimay, onde ele ganhou. Com a guerra chegando, o carro está escondido na fazenda da família no sudeste e reapareceu em setembro de 1945 no Grande Prêmio dos Prisioneiros, no Bois de Boulogne. Muito ocupado com sua carreira de piloto profissional de Fórmula 1, com 324 participações de Grand Prix, o Bugatti 51 permaneceu exposto em uma sala de estar até 1974, quando foi restaurado pelo seu novo proprietário, um colecionador na região do Rio Loire. No final dos anos 80, foi adquirido por Christian Pellerin, homem famoso no meio imobiliário que foi um dos construtores e criadores do famoso bairro La Défense em Paris antes de entrar nas mãos de seu atual proprietário, o colecionador Paris, em 1992.

COLEÇÃO DE SERENISSIMA. A Artcurial Motorcars tem o prazer de apresentar três dos carros criados pelo Conde Volpi no início dos anos 1960 para competir com as criações de Maranello. Os três GTs que foram destaques durante esta venda não mudaram de garagem desde o final da aventura Serenissima. Artcurial Motorcars os encontrou ... Abaixo um Serenissima Spyder 1966 encarroçado por Fantuzzi. Estimativa: 1,3 M - 1,8M €. Este excepcional spyder competiu nas 24 Horas de Le Mans em 1966 sob o número 24 com os pilotos Jean-Claude Sauer e Jean de Mortemart. É equipado com um 3,5 L V8, projetado por Alberto Massimino. Sua carroceria de alumínio foi feito nas prestigiosas oficinas italianas Fantuzzi e é o único spyder sobrevivente dos poucos construídos. Está em um estado de origem original. Este carro também conheceu apenas um dono: Conde Giovanni Volpi di Misurata.

Serenissima 1967 Agena. Estimativa: 400 000 - 600 000 €. A Serenissima Agena foi originalmente planejada para ser um carro Grand Touring de alto nível com seu motor central traseiro, na época considerado uma solução de vanguarda. Equipado com um motor quase idêntico ao da Serenissima Spyder du Mans, este automóvel, parecendo um protótipo, foi pouco utilizado e surge agora num estado próximo do original. É vendido pelo dono da marca e é acompanhado por toda a documentação e fotos que traçam sua história.

Serenissima 1968 Ghia GT. Este belo coupê, projetado pelo grande designer Tom Tjaarda, está equipado com um motor V8 com três válvulas por cilindro projetadas por A. Francis. Ele foi exibido no estande da Ghia no Salão do Automóvel de Turim, no Salão do Automóvel de Genebra e no Salão do Automóvel de Nova York.

« THE GREY COLLECTION »

Quatro carros emblemáticos da história do automóvel, todo cinza, desejado e escolhido por seu dono, empresário de Paris. 1966 Ferrari 275 GTC Estimativa € 2,3M - € 2,6M. Um dos dois 275 destinados a amigos pessoais de Enzo Ferrari. Como sua irmã, vendida em 2012 pela Artcurial Motorcars, ela tem gravado o número de chassi "GTC". Particular, quase único, é apresentado com sua certificação Ferrari Classiche e completamente restaurado.

Ferrari 1966 250 Lusso. Estimativa 1M € - 1.3M € . Restaurado inteiramente por Carrosserie Lecoq, está em uma condição extremamente rara e Aston Martin DB4 V. Estimativa € 900.000 - € 1,1 milhão Vendido em Paris por Mirabeau, esta rara série DB4 V tem todas as qualidades mais procuradas: números correspondentes (matching numbers), volante à esquerda, modelo Vantage restaurado e original! James Bond usou esse modelo precisamente.  Estreou em  007 contra Goldfinger. Saiba mais

Hispano Suiza H6B  1926 Sport Duplo Phaeton por Million Guiet . Este prestigioso e carismático Sport Cabriolet foi entregue de novo a uma família aristocrática do Rio de Janeiro em 1927 e lá permaneceu até a década de 1970. Seus equipamentos são numerosos e estão em um estado original excepcional.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

COLLECTION « BARN FIND »

Adormecido desde o final dos anos 1950 na Bélgica, Matthieu Lamoure e Pierre Novikoff lançaram quatro veículos notáveis ​​de um celeiro: um Bugatti 57 Cabriolet, um cupê Bugatti 49 Gangloff, um Bugatti 40 e um Citroën 5HP. trevo". Seu dono, um escultor, gostava de admirá-los em seu prédio.

Veículos:

  • Bugatti Type 40, Estimation : 70 000 – 130 000€ sans prix de réserve
  • Bugatti 1930 Type 49 Limousine, Estimation : 150 000 – 200 000 € sans prix de réserve
  • Bugatti 1937 Type 57 Cabriolet par Graber, Estimation : 400 000 – 600 000 € sans prix de réserve
  • Citroën C3 Torpedo, Estimation : 10 000 – 15 000 € sans prix de réserve
  • Collection MV Agusta - Samedi 9 février 2019
  • MV Agusta 1972 750S Merzario

Marca emblemática italiana de duas rodas, o MV Agusta ocupa um lugar à parte no mundo da motocicleta clássica. Fundada pelo conde Domenico Agusta em Varese, a firma estava intimamente ligada à aeronáutica. Começou a produzir motocicletas pouco antes do final da Segunda Guerra Mundial e hoje continua o seu destino, continuando a fabricar duas rodas feitas à mão e de alta qualidade.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Galeria dos artistas - Descubra uma nova faceta do automóvel na galeria Rétromobile.

Rétromobile: é também o encontro dos artistas! Esta exposição expõe mais de uma área de 1.000 m2 mais de 60 artistas que escolheram para locomoção de assunto em todas suas facetas: o automóvel, motocicleta, aviação ou trem. Encruzilhada de todas as sensibilidades e todos os talentos, iniciantes ou confirmados, a galeria de artistas reúne pintores, escultores e fotógrafos. Sua presença em Paris é uma oportunidade para encontros singulares e comoventes.

São eles: Bastian Söllner, Benjamin Freudenthal, Stanley Rose, Sandrine Blondel, Jacques Cochin, F Barreiro, Natacha Toutain, Karl Hugo Mars, Jonny Ambrose, Jerome Bienvenu, François Bruere, Ferencz Olivier, Richard Kelley, Jean-Pierre Hossann, Jay Koka, Bernard Canonne, Bruno des Gayets, Hendrike Müller, Raoulw, Caroline Llong....

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

BRITISH RACING MOTORS

O National Motor Museum, em Beaulieu, e o Transports Prevost  expuseram joias para os entusiastas de carros excepcionais no Salão Rétromobile. Eles apresentaram BRM TYPE 15 de 1950, carro do British Grand Prix, cuja restauração acaba de ser concluída. O BRM V16 e o grande piloto Fangio em Silverstone em 1953. Foi na década de 1940 que Raymond Mays e Peter Berthon fundaram a British Racing Motors, com o grande projeto de construir um carro de corrida puramente britânico no Grande Prêmio. Um projeto que ganhou vida em 1950 com a criação do icônico BRM tipo 15. Este monoposto escondia um motor de 16 cilindros de 1.500 cm³ sob o capô longo e também desenvolvia a potência de 600 cavalos a 12.000 rpm. Ases do volante como Juan Manuel Fangio, Stirling Moss ou Reg Parnell pilotaram esta joia mecânica. Este modelo participou no lançamento do BRM para uma longa carreira no automobilismo.

O BRM V16.1950 - National Motor Museu de Beaulieu O BRM tipo 15 de 1950 pertence ao Museu Nacional de Motores de Beaulieu desde agosto de 1983. O carro de corrida, cuja restauração total acaba de ser concluída, foi  apresentado na exposição Retromobile em parceria com a Transports Prévost. Sua restauração foi realizada por mecânicos experientes da empresa britânica Hall & Hall, especializada na área de automobilismo. Muito trabalho foi feito para restaurar esta joia que não existia há muitos anos. 2.380 peças de motor tiveram que ser verificadas, algumas até reconstruídas. Doug Hill, diretor e engenheiro chefe do museu, teve o prazer de um dia reiniciar o motor e voltar ao volante do lendário BRM tipo 15.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Blindados - Tanques Panzer IV e o Sherman

O Museu Armour e a associação UNIVEM apresentam o Panzer IV (acima) e o Sherman ! O Museu Armour de Saumur é uma das maiores coleções de veículos blindados do mundo desde a Primeira Guerra Mundial até os dias atuais. Esta instituição representa não só um patrimônio técnico muito importante mas cumpre perfeitamente a sua missão de memória da França no combate que faz parte da nossa história.

O Panzer IV e o Sherman se enfrentaram violentamente em muitas lutas. Esses dois tanques eram muito representativos das forças armadas que os usavam. O Panzer IV Robustez, confiabilidade e desempenho caracterizam o Panzer IV. Para o exército alemão, este tanque é um dos melhores veículos blindados durante a Segunda Guerra Mundial. Sua silhueta baixa e sua arma de 75 mm fizeram dela uma arma formidável. Ele poderia destruir outro blindado perfurando os 10 cm de blindagem com precisão. Seu peso de menos de 30 toneladas tornou um tanque muito ágil , sua peculiaridade era uma dupla blindagem da torre e dos flancos. O Panzer IV sobreviveu à guerra, 20 anos depois ele ainda estava servindo em vários exércitos.

O Sherman (acima) é o tanque mais famoso da Segunda Guerra Mundial. Sendo usado pelos exércitos aliados Continua sendo o símbolo da vitória e da libertação. Este tanque foi produzido em 60.000 unidades em muitas variantes, incluindo sua versão anfíbia. Desde 1942, participou na maioria das lutas. De uma produção em massa, este tanque era simples e funcional. Em sua versão Fire Fly, era um lutador formidável de todos os tipos de veículos blindados alemães.                                                                

O Panzer IV foi construído e entregue no final da Segunda Guerra Mundial. Não conheceu o batismo de fogo e recuperou-se diretamente pelo exército francês que permitiu alguns anos depois ao Museu de Armadura recuperar-se em condições excepcionais. Panzer IV, Museu Blindado de Saumur Características do Panzer IV.

  • Peso em ordem de combate: 26 t     
  • Tripulação: 5 homens     
  • Comprimento total: 7 m     
  • Largura: 2,90 m     Altura: 2,70 m     
  • Largura das esteiras : 66 cm     
  • Pressão no solo: 900 g / cm2     
  • Velocidade máxima na estrada: 38 km / h
  • Velocidade máxima em todos os terrenos: 20 km / h     
  • Armamento: 1 pistola de 75 mm - 2 metralhadoras MG 34     
  • Consumo médio na estrada: 412 l por 100 km     
  • Consumo médio de todo-terreno: 670 l por 100 km     A
  • Autonomia: 320 km na estrada, 89 km em todos os terrenos     
  • Capacidade dos tanques: 730 l     
  • Motor: Maybach 12 cilindros V     
  • Combustível: gasolina     
  • Resfriamento: água     
  • Capacidade do cilindro: 12 litros     
  • Potência: 300 cavalos
  • Caixa de velocidades: ZF de 7 velocidades     
  • Movimento da torre: hidráulica
  • Produção 9.000 exemplares

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A associação UNIVEM apresenta o tanque Sherman tipo M4-A4 Após 17 anos de reconstrução, este tanque está novamente em perfeito estado de funcionamento, foi completamente desmontado, todas as peças foram meticulosamente restauradas. O grande motor de origem aeronáutica foi refeito. Um pouco de história ... Este tanque de Sherman saiu das fábricas da Chrysler "Arsenal Tank" em Detroit, Michigan em janeiro de 1943 e tem o número 3018365. Ele foi entregue ao exército francês em fevereiro de 1943. Ele participou de muitas lutas e nunca foi abatido. Uma vez terminada a guerra, permaneceu em serviço ativo até 1965. Após suas reformas, os tanques geralmente são descartados ou usados ​​como alvo para testar novos projéteis. Felizmente, o nosso material foi armazenado na base de Bourges foi dada à Associação UNIVEM em 1993. Não tendo conseguido encontrar o nome de "guerra" do tanque, os membros decidiram batizar " General Lafayette "apelidado de herói dos dois mundos, esta figura histórica do final do século XVIII foi um grande oficial francês e cidadão honorário americano.

Características Tanque Sherman M4-A4 1942     

  • Peso em ordem de combate: 30 t     
  • Tripulação: 5 homens    
  • Comprimento total: 6,3 m     
  • Largura: 2,70 m     
  • Altura: 2,70 m     L
  • Largura das esteiras : 42 cm     
  • Velocidade máxima na estrada: 34 km / h     
  • Velocidade máxima em todos os terrenos: 27 km / h     
  • Armamento: 1 pistola de 75 mm - 2 metralhadoras de 7,62 mm - 1 metralhadora de 12,7 mm     
  • Consumo médio na estrada: 412 l por 100 km     
  • Consumo médio de todo-terreno: 600 l por 100 km     
  • Autonomia: 190 km na estrada    
  • Capacidade do tanque: 790 litros     
  • Motor aeronáutico: Continental 9 cilindros em estrela.
  • Refrigeração a ar     
  • Combustível: gasolina     
  • Capacidade do cilindro: 16 litros     
  • Potência máxima 400 cavalos a 2.400 rpm     
  • Caixa de velocidades: 5 velocidades     
  • Produção 49.000 exemplares

The Armour Museu apresenta em demonstrações dinâmicas do M 114 de reconhecimento Este veículo blindado com esteiras foi projetado pela Cadillac, divisão da General Motors nos anos 60, para missões de reconhecimento em terrenos acidentados. Construída em alumínio, a máquina era leve, prática e muito rápida. Perfeitamente impermeável, o M114 era anfíbio e paraquedista. Foi usado entre outras batalhasdurante a Guerra do Vietnã.

  • Construtor: Cadillac GM
  • Tripulação: 3 homens     
  • Peso 6,80 toneladas     
  • Velocidade: 60 km / h     
  • Armamento: uma arma de 20 mm Hispano Suiza    
  • Motor Chevrolet 8 cilindros a gasolina     
  • Capacidade: 4,6 litros
  • Potência 160 cavalos
  • Caixa de velocidades automática
  • Autonomia 450 km

Grand Merci au Space Presse Rétromobile.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto, tradução e montagem:Francis Castaings - Fotos Salão Rétromobile                              

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Role a página para ver como foi em 2018

Volte a página principal do site.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Salão Rétromobile 2018 - Uma das maiores festa do antigomobilismo da Europa

Aconteceu em Versalhes, cidade pertencente a conurbação parisiense, a 44ª Exposição de veículos antigos que contou com a presença de 550 expositores, 65.000 m² de exposições, 500 carros expostos e mais de 100 clubes presentes de várias partes do mundo.

Estiveram lá mais de 120.000 pessoas que apreciaram a reunião de artistas, construtores, clubes, federações, vendedores de peças e miniaturas, restauradores e comerciantes de automóveis

A entrada

Onde? Versalhes

Os patrocinadores

Grandes empresas não necessariamente do setor automobilístico patrocinaram o grande evento Rétromobile

Noite de gala

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Jaguar Land Rover

A Jaguar Land Rover fez o anúncio oficial da Divisão Classic.  A Jaguar Classic continuará utilizando sua infraestrutura de Browns Lane onde foram restaurados os últimos modelo E-Type Lightweight (saiba mais)

Um novo atelier foi criado,  Land Rover Classic , em Solihull, também na Inglaterra, para a restauração dos modelos Land Rover. Os carros da Jaguar e Land Rover já restaurados estão à venda. A Jaguar Land Rover Classic fornece peças há cerca de dez anos aos proprietários de antigos. Foi criado um catálogo com mais de 30.000 referências de peças garantidas pela fábrica.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

McLaren, por Richard Mille

Parceiro da escuderia de Fórmula Um, a empresa de relógios Richard Mille esteve presente, expondo os carros criados pelo grande piloto neozeolandês Bruce McLaren e outros modernos que levam a sua marca. Abaixo o modelo 570S GT4.

Abaixo o modelo F1-GTR e os modelos do campeonato CAN-AM

O modelo CAN-AM M8D com motor Chevrolet V8

E o Mclaren Honda MP4/4

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os Automóveis Citroën

O famoso guarda-chuvas sobre rodas também fazendo aniversário. Foi lançado no Salão de Paris em 1948 causando muita sensação. Uns o ridicularizaram outros gostaram no primeiro momento. E foi um sucesso na França, Europa e em vários outros países do mundo.

Ele fez 70 anos e vários rodam pelo mundo. Leia mais sobre o 2CV

E seu derivado Méhari foi lançado em 1968. Com a mesma mecânica do 2CV sua carroceria era em plástico reforçado com fibra de vidro.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Exposição Inédita: Homenagem à Carlo ABARTH

Um dos "bruxos" dos motores e carros do século XX foi Carlo Abarth nascido em Viena na Áustria, mas fez sua fama na Itália no início de carreira e logo sua marca do escorpião se tornou mundialmente famosa. Nomes como Fiat, Simca eram seus clientes e seus carros passaram a ser muito mais ágeis.

No princípio Carlo começou a correr de motos pelas marcas James e depois DKW. Após um grave acidente nos anos 30. Após a 2ª Guerra trabalhou com Ferry Porsche, filho de Ferdinand Porsche. Em março de 1949 é fundada a empresa Abarth. Logo ele modificou carros da marca Cisitalia, colocou seu escudo que era um brasão  presente de infância: Tinha funfo amarelo e vermelho e um escorpião. Passa a desenvolver escapamentos, coletores de admissão, volantes, rodas, cabeçotes...

A Fiat fornecia muitas bases mecânicas, mas Abarth olhava com carinho alianças com a Alfa Romeo, Simca e Renault.E em 1956 nascia o Fiat Abarth 750 GT. Em 1959 a empresa já emprega 200 pessoas. Nos anos 60 sua ascensão era vertiginosa com a Porsche, Fiat e Simca. O Simca Abarth por exemplo ficou famoso nas pistas. Os Fiat 500 e 600 eram muito atraentes! 

Nos anos 60 obtinha várias vitórias em diversas categorias. Mas no começo dos anos 70 as dificuldades financeiras fizeram com que Abarth vendesse sua empresa para a Fiat. E sua marca foi usada nos modelos 124, 131.. em breve toda história Abarth no site.

Esta bela coleção pertence ao suíço Englebert Möllque quesoube preservar os carros mais importantes da marca dos anos 50 aos 90.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Peugeot - O leão de Sochaux

A marca francesa celebra o aniversário de dois sucessos de vendas: O modelo pós guerra 203 que fez muito sucesso em suas versões com quatro portas, duas, cabriolet. Tinha um motor com quatro cilindros em linha, 1,3 litros, 42 cavalos e tinha camisa móveis e cabeçote em liga de alumínio. Era o carro de luxo econômico. Foi apresentado no Salão do Automóvel em Paris, sempre em outubro, em 1947. 

E o modelo 504

Foi apresentado em 1968 tinha o mesmo motor quatro cilindros do seu antecessor 404 com versões alimentadas por carburador e depois por injeção. Luxuoso, confortável, rápido, versões a gasolina e diesel, recebeu o título de carro do ano em 1969 pela imprensa europeia. A versão cupê (abaixo) faz bonito até hoje. Saiba mais sobre este grande leão

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A empresa de Soichiro Honda faz 70 anos

O senhor Soichiro Honda foi um dos grandes homens da indústria do Japão e do mundo. Começou sua empreitada em duas rodas e sabia muito bem que ia encontrar pelo caminho fortes concorrentes na América e na Europa. Em setembro de 1948, com pouco dinheiro fundou a Honda Motor Co. E em dez anos já era o primeiro construtor mundial de motocicletas. Contou com o talento do amigo e sócio Takeo Fujisawa.

Com muito ímpeto ele desenvolveu um motor V12 para a Fórmula Um, não teve muito sucesso, mas venceu o Grande Prêmio do México. O filme Grand-Prix de 1966 imortalizou o modelo que no final é pilotado pelo ator James Garner (Pete Aron) que chegou a fazer uma escola de pilotagem e o senhor Honda é interpretado pelo grande ator japonês Toshirô Mifune que faz o papel de Izo Yamura. Vinte anos depois, seu fórmula ganharia seis títulos mundiais com equipes famosas como a McLaren et Williams e pilotos de quilate como o francês Alain Prost, o brasileiro Ayrton Senna e o inglês Nigel Mansell (saiba mais) Em 1963, após uma batalha com o governo local lançou o pequeno esportivo S500.  Seu motor todo em liga de alumínio tinha quatro cilindros, 530 cm³, duplo comendo de válvulas, transmissão por correia e era alimentado por quatro carburadores. Daí não parou mais.  Abaixo o modelo N360 que também fez muito sucesso entre 1967 e 1972.

E o Civic começava uma história de sucesso

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bugatti - O máximo em distinção

Com um cupê Tipo 57 e um Chiron, a marca francesa de Molsheim mostrou o "Gran-Turismo" em seu gene. Seu motor de oito cilindros em linha tinha 3,3 litros e duplo comando de válvulas. O mestre Ettore Bugatti lançou em 1935 o máximo em beleza e desempenho que era o 57 Atalante.O monegasco Louis Alexandre Chiron foi um grande piloto que participou de várias categorias e levou a marca Bugatti várias vezes ao pódio. Nasceu em Mônaco em 1899 e faleceu em 1979 antes de completar 80 anos.

Um Bugatti Type 57C Cabriolet com carroceriaGangloff

O construtor Ettore Arco Isidoro Bugatti nasceu em Milão, na Itália, mas sua fama se deu na França, na cidade de Molsheim, onde a fábrica desenvolveu modelos famosos como o pur Sang, Type 13, Royale, Atlantic, Type 35, Atalante, Type 57... quem reclamava que seus carros não tinha bons freios, ele dizia: Meus carros foram feitos para correr, não para frear!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Renault completa 120 anos

Junto com a Peugeot e a Mercedes, a Renault completa 120 anos! Suas três fases foram: Louis Renault a fundou em 1898 e até 1944 chamava-se Régie Nationale des Usines Renault. De 1945 à 1995 passou a ser Renault S.A. Após 1995 fez uma aliança com as marcas Nissan e Mitsubishi e é um dos maiores grupos mundiais.  Várias patentes pertencem à ela: Alimentação por turbo em 1902, vela de ignição desmontável (1904), motor de arranque à ar comprimido (1906), dínamo para iluminação (1914), mecanismos de suspensão do motor (1921), servo freio (1923)...

O Renault 4CV foi o primeiro lançamento e sucesso pós-guerra

E o Renault 4 foi lançado em 1960 e atendeu a grande parte da população

E modelo do Campeonato Mundial de Marcas A442B que venceu em Le Mans em 1978. Começava o sucesso da aliança Alpine, Garret (fábrica de turbos) e Renault. Há 40 anos!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Porsche e seus magníficos esportivos

A Porsche comemora 70 anos de idade em 2018. Seu primeiro sucesso dentro e fora das pistas foi com o modelo 356. O projeto foi revelado em 1947 e comercializado já em 1948.  Quase três milhões de carros produzidos depois pela Porsche e um recorde de vitórias impressionante em várias modalidades. Seja em circuitos de provas de curta ou longa (Le Mans) duração, grandes ralis ( Paris-Dakar), etc. Leia mais sobre o 911, 914, 917 e o 928

E o belo 904

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 DS : Um Automóvel do Palácio do Eliseu

A terceira marca do Grupo PSA é uma tradição na presidência da França desde o governo do General de Gaulle. Depois, vários presidentes franceses continuaram fiéis a marca. Em 1988 a empresa ficou encarregada de produzir uma limousine especial conversível de quatro portas. Após a entrega pela empresa Chapron sua placa era 1 PR 75. O numeral 1 (primeiro) PR (presidencial) e 75 para designar a cidade de Paris. Os 106 cavalos do DS 21 não eram suficientes para carregar a carroceria de 2,2 toneladas e  6,53 metros de comprimento. Abaixo um DS de série desembarcando Jacqueline Kennedy.Em 1972 Chapron entregou os 2 PR 75 e 3 PR 75 sucessivamente. Tratava-se de um SM quatro portas conversível (abaixo na foto colorida) que desfilou nos mandatos dos presidentes François Mitterrand e Jacques Chirac.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Leilão da Artcurial Motorcars 2018

A Coleção Volante -  Carrocerias Vanvooren 

Menos de 150 exemplares da empresa Carrocerias Vanvooren ainda existem. E estão a venda: 

  • 1898 Vanvooren Gig: Estimado entre 15 000 € – 25 000 € / 18 000$ – 30 000$
  • 1912 Panhard & Levassor Type X14 20 CV Torpédo : Estimado entre 180 000 € – 260 000€ / 210 000$ – 300 000$. É é o mais antigo modelo concebido pela Vanvooren. Em seu estado de origem, passou seus primeiros anos na Argentina e voltou para a Europa nos anos 80.
  • 1928 Avions Voisin Type C11: Estimado entre: 120 000 € – 180 000 / 140 000$ – 210 000$
  • 1935 Alvis Speed 20 SD Cabriolet - Ex-Serge Pozzoli. Estimado entre: 200 000 € – 300 000 / 235 000$ – 350 000$.
  • 1937 Hispano-Suiza K6 Berline. Estimado entre: 180 000 € – 260 000 / 210 000$ – 300 000$
  • 1938 Bentley 4 ¼-litre Coupé. Estimado entre: 300 000 € – 400 000 / 350 000$ – 470 000$
  • 1939 Bugatti Type 57 Cabriolet. Estimado entre: 700 000 € – 900 000€ / 825 000$ – 1M$. Foi utilizado na 2ª Guerra pelo exército alemão como carro de reconhecimento.
  • 1939 Rolls-Royce Wraith Faux-Cabriolet. Estimado entre: 120 000 € – 180 000 € / 140 000$ – 210 000$
  • 1950 Delahaye 135M Coach (foto acima). Estimado entre: 250 000 € – 350 000€ / 300 000$ – 410 000$
  • 1937 Horch 853 Sport Cabriolet. Estimado entre: 600 000 € – 800 000€ / 700 000$ –950 000$

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Motocicletas de coleção

FN monocylindre 1HP 1/4 1901 - Foram colocadas em leilão quatro motocicletas anteriores a 1ª Grande Guerra

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Fabulosa Coleção Porsche de Jean-Claude Miloé

Este colecionador é conhecido no meio automobilístico e por ter muito esmero em sua frota 

  • 1964 Porsche 904 GTS: Correu os 500 Quilômetros de Spa em 1964, os 1000 Quilômetros de Nürburgring em 1964 e o Tour de France Automobile em 1964. Preço estimado entre: 1.4M€ - 1.8M€ / 1.6M$ - 2.1M$
  • 1959 Porsche 356 Carrera A 1600 GS Cabriolet: Um dos 27 exemplares construídos. Preço estimado entre: 800 000€ - 1.2M€ / 940 000$ - 1.4M$
  • 1961 Porsche 356 2000 Carrera GT. Preço estimado entre: 800 000€ - 1.2M€ / 940 000$ - 1.4M$
  • 1973 Porsche 911 Carrera 2.7L RS. Preço estimado entre: 550 000€ – 650 000€ / 650 000$ - 760 000 $

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Outras estrelas do leilão

Um belo Bugatti 57C Atalante Coupé de 1938. Preço estimado entre: 3 M€ – 3,5 M€ / 3.5M$ - 4M$. Este esplêndido automóvel foi apresentado no Salão de Genebra, Suíça, em 1938. Somente 34 exemplares foram fabricados com o chassi 57 ou 57C. Este é um dos últimos exemplares. Tem carroceria de alumínio, freios hidráulicos e motor com compressor.

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A coleção J-G Roger

A poucos quilômetros de Amboise, na região do rio Loire, um apaixonado pela bela mecânica, um colecionador francês, amante dos esportivos, coloca quatro carros à venda.

 

Um Alpine 1600 S Grupo 4 Competição (Saiba mais) cliente ex-Giacomo Agostini, grande campeão italiano em duas rodas nos anos 1968 e 1974 na categoria 350 cm³ e 1966 à 1972 e 1975 na categoria 500 cm³.
Também: Um Alfa Romeo 6C 1750 SS III série Zagato, um Maserati A6 GCS/53 Spyder n°645 des Mille Miglia 1955, pilotado por Attilio Buffa e um René Bonnet Aerodjet LM6 que participou das 24 Horas de Le Mans em 1963.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A coleção Broual

Desde 1920 a família Broual é colecionadora de carros raros

Cerca de 47 carros desta coleção serão apresentados sem preço de reserva. Um conjunto de três Georges Irat excepcionais  (sendo um do Salão de 1948), dois Chenard & Walcker 1500 Type Y8 (ume Tank e um Torpille), um exemplar raro e único do Riffard Renault Tank Record (acima) um  Amilcar CGSS, o Rally de Georges Roy  e um conjunto de motocicletas  BNC.

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Coleção Reinders

Este colecionador holandês, Richard Reinders, é um grande apaixonado pela marca Citroën e começou seu acervo há 40 anos. Hoje ele possui 12 modelos Citroën sendo que seis modelos tem carrocerias raras da empresa Chapron.

O modelo leiloado foi o Citroën DS 21 injection Cabriolet Palm Beach 1974 estimado entre 400 000 – 600 000 € / 472 000 – 708 000 $. E tem um histórico interessante: Ele foi encomendado pelo ex-presidente francês Georges Pompidou para presentear o primeiro da Costa do Marfim Félix Houphouët-Boigny.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Ferrari 275P de 1964 vencedora das 24 Horas de Le Mans

Esta Ferrari 275P chassi #0816 venceu as 24 Horas de Le Mans em 1964 e pertence à coleção Pierre Bardinon. O bólido está em ótimo estado! Ganhou com a dupla de pilotos Jean Guichet (França) e Nino Vaccarella (Itália). Percorreu em 24 horas 4.695 quilômetros e chegou à 196,638 Km/h. Preço estimado entre:  32.075 200 M€ / 24.693.782 M£ / 35.711 359 M$.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nova exposição do National Motor Museum of Beaulieu

O Salão Rétromobile e o National Motor Museum of Beaulieu apresentaram um exposição de quatro automóveis emblemáticos de uma produção Anglo-Saxão. Um deles é o Bentley  Supercharged cujo motor tem seis cilindros,  4,5 Litros, 175 cavalos à 3.500 rpm, ano 1930.  Só foram produzidos 50 exemplares. Foram preparados por Sir Henry Birkin. Com a instalação de um compressor, este carro ganhou seis vezes as 24 horas de Le Mans.  Chegava a velocidade de 145 km/h. Saiba mais sobre o Speed Six.    

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Novidade 2018: Exposição e vendas de veículos com mais de 30 anos e preços até 25.000 Euros.

Durante cinco dias vários modelos com preços inferiores à 25.000 Euros (+/- 100.000 Reais) estavam expostos.

Marcas como Jaguar, Volkswagen,Citroën, Renault, Peugeot, Chevrolet, Porsche, Mercedes, Triumph... ocuparam um grande espaço.  Estiveram lá profissionais de vendas e proprietários dispostos a negociar modelos muito bons. Acima um Peugeot 205 GTI e abaixo um Chevrolet Corvette Stingray da terceira geração.

Os Artistas em fotos ou pinturas

A paixão pelo automóvel em pinturas e fotos. Num espaço de 1.000 m² mais de 60 artistas exibiram suas obras sobre duas, quatro rodas ou asas. Super!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Passeio de Inverno na capital Paris -Janeiro de 2018

A primeira edição da volta de Paris Invernal com carros antigos começou em 1986 com 70 veículos. Motos, carros, ônibus... organizado pelo Clube multimarcas Vincennes. Neste ano mais de uma centena de carros que buzinaram em ritmo com os sinos das igrejas de Paris. Espetáculo que reuniu diversas marcas de vários anos! E num clima bem frio!


Grand Merci au Space Presse Rétromobile.O próximo Salão Rétromobile já tem data:será nos dias 6,7,8,9 e 10 de fevereiro de 2018

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto, tradução e montagem:Francis Castaings - Fotos Salão Rétromobile                              

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Role a página para ver como foi em 2017

Volte a página principal do site.

Salão Rétromobile 2017 - Carros com mais de 100 anos e Renault, os anos Turbo - Role a página

Salão Rétromobile 2017 - O passado tem sempre um futuro

Onde aconteceu? Paris Expo Porte de Versailles - França

Patrocinadores - Sponsors

A cada mês de fevereiro, em Versailles, na região parisiense, França, acontece o Salão Rétromobile. Em 2017 foi entre os dias 8 e 12 de fevereiro.

Estiveram lá 550 expositores numa área de 60.000 m², mais de 500 carros expostos, mais de 100 clubes presentes e por volta de 115.000 visitantes de toda a Europa e outros continentes.

O mundo do automóvel antigo compareceu: Construtores, clubes e federações, organizadores de eventos, imprensa de todo o mundo, comércio de automóveis, comércio de peças e ferramentas, casas renomadas de leilões, restauradores de carrocerias e mecânicos, agências de seguros para carros antigos e galeria de arte de onde o tema foi o automóvel.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Temáticos

Les voitures de plus de cent ans - Os carros com mais de cem anos

Conhece a Corrida de carros antigos de Londres a Brighton? E que apenas carros fabricados até 1905 podem participar? Vários londrinos saem para as ruas todos os anos para ver a 'London to Brighton Veteran Car Run' que acontece todos os anos desde 1927. Neste ano será 90ª edição que será realizada no primeiro domingo de novembro de 2017. Quase todos abaixo podem participar! São quase 87 quilômetros de pura aventura em ótimo asfalto!

Abaixo o Clube « OS TEUF-TEUF » Veteran Car Club da França

 

Une exposition des automobiles Clément - A exposição dos automóveis Clément

Este ano Rétromobile e o Clube dos Teuf-Teuf Veteran Car Club de França se associaram para apresentar seus veículos com mais de cen anos  aos visitantes do salão.

Em 1935, motoristas com mais de dez anos de carteira de habilitação criaram a F.N.C.A.F (Federação de Clubes de Automóveis da França) e fundaram um clube com veículos fabricados antes de 1906. Assim nasceu o primeiro clube francês de automóveis antigos.  O clube francês é o mais antigo em atividades e o quinto depois dos:

  •    O Veteran Car Club da Grã Bretanha em novembro de 1930
  •    O Veteran Car Club África do Sul em fevereiro de 1934
  •    O Vintage Sport Car Club da Inglaterra no final de 1934
  •    O Antique Automóvel Club da América em novembro de 1935

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Adolphe Clément

Adolphe Clément (1855-1928) foi um grande industrial francês entre o final do século 19 e início do século 20. Autodidata começou a fabricar bicicletas, participou de várias corridas e abriu sua primeira oficina em 1876 com 21 anos e depois registrou sua marca « Cycles Clément SA » em 1877 em Lyon, sudeste da França. Em 1878 foi para Paris e se instalou na porta Maillot, Rua Brunel.

Foi um precursor em suas campanhas de publicidade em cartazes com motivos esportivos para promover seus produtos mais rapidamente. Em 1880 tinha 150 funcionários e em 1885 já tinha 650!

Já com muito dinheiro passou a ser importador dos pneus Dunlop e começou a comprar terrenos na região parisiense para construir forjas e fundições, pois seu desejo era fabricar automóveis. Seus primeiros veículos ganharam vida em 1897 com a marca Clément-Bayard para triciclos e Clément-Gladiator para carros com motor Ater. Nesta ele obtém participação acionária e o controle das fábricas francesas Panhard e Levassor onde tem o cargo de diretor Presidente. Não para de crescer e em 1903 torna-se acionista da Talbot na Grã-Bretanha e funda a Fábrica Forjas e Fundição em Ladbroke Grove para construir carros Clément-Talbot e também uma atuação similar na Itália com a marca Diatto-Clément. Pouco depois perde o consórcio  Clément-Gladiator-Humber. Em 1909 funda a Clément e a Clément-Bayard. Participa de várias competições como a importante Copa Gordon Bennet e o Grande Prêmio da França.

Outro desafio é almejado: A indústria aeronáutica em 1908 construindo dirigíveis que seriam vendidos na Inglaterra, Rússia e França até 1914. Foi ele quem fabricou o aeroplano  « Demoiselle » para o brasileiro Santos- Dumont. E depois uma série de motores com dois cilindros opostos, sete cilindros em estrela, 8 cilindros em "V"... Uma vida de sucesso empresarial.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marca : CLEMENT - Tipo - Mini carro (Protótipo) - Ano 1900

Motor CLEMENT - mono cilíndrico -  Cilindrada 450 cm³ - Caixa com duas velocidades, com volante no meio, motor De Dion Bouton, mas este tinha um motor Clément com Válvulas com admissão automática. Este veículo pertencia à um colecionador na Normandia e foi bombardeado na Segunda Grande Guerra e o que sobrou está na foto à esquerda. 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marca : CLEMENT-PANHARD 1900 – Licença: Stirling 

Tipo carro leve - Ano 1901 - Motor CLEMENT- Mono cilíndrico  - Cilindrada 600 cm³ - Potência: 5 cavalos- Caixa de marchas por corrente Carroceria: Passageiros frente a frente Era fabricado pela Clément-Panhard e comercializado na Escócia pela Sociedade Stirling.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marca : RENAULT - Tipo - C - Corridas - Ano 1900

Marca : RENAULT - Tipo C, para corridas, ano 1900
Motor: Marca De Dion Bouton, Mono cilíndrico, 3,5 cavalos, cilindrada: 450 cm³, Caixa com três velocidades, não tinha marcha ré. Marca Mandoline. Transmissão por eixo cardã, carroceria esporte, velocidade máxíma de 40 km/h.

Particularidade: Carro de competição, categoria mini carro com menos de 400 quilos.  Este pode ser um dos três Renault que participaram da corrida  Paris-Toulouse-Paris em julho de 1900.

Histórico:  Este carro participou da exposição Bréscia, na Itália entre 9 e 10 de setembro de 1900 e ganhou a corrida Bréscia Sprint conforme indicado nos anais da fábrica Isotta Fraschini & C.

Participou com sucesso da London – Brighton de 2015 ganhando o Prêmio Regent Street Parade e Copa Wellinghan Cup “ for the oldest racing car at the London Brighton 2015”, ou seja, o carro mais antigo da London Brighton 2015.
Coleção A.C.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Clément-Bayard 1901

Marca : GLADIATOR
Tipo 4 - Carro leve - Ano 1901 - Motort ASTER - Mono cilíndrico - 6,5 cavalos, cilindrada de 669 cm³, caixa do três velocidades de marcha ré, transmissão por correntes, carroceria Tonneau, velocidade máxima: 40 km/h- Coleção M. G.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marca : BAYARD - CLEMENT - Tipo AC4R - Ano 1904

Motor CLEMENT - Quatro cilindros. 16 cavalos. Cilindrada: 2.300 cm³, caixa com três velocidades e marcha ré, transmissão por eixo cardã, carroceria tipo Runabout dois lugares, velocidade máxima: 80 Km/h - Coleção T. H.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marque : BAYARD - CLEMENT - Tipo AC2V Bis - Ano 1905

Motor Rolland Pilain – quatro cilindros, potência 15 cavalos e cilindrada de 1.500 cm³.  Transmissão por cardã, carroceria  Phaéton, dois lugares - Coleção H.S.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marca : BAYARD - CLEMENT - Tipo AC4O - Chassi curto, ano 1905

Motor: CLEMENT – quatro cilindros, 20/24 cavalos, cilindrada: 3.800 cm³. Caixa de quatro marchas e marcha a ré. Transmissão por cardã, carroceria sedã e velocidade máxima de 70 km/h.
Detalhes: os assentos dianteiros giram para que os passageiros que forem atrás tenham acesso. Este carro ainda roda perfeitamente e pertenceu a somente três colecionadores sendo que o último o tem desde 1958! Coleção F. D.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marca: CLEMENT-BAYARD - Tipo CB10 - Ano 1913

Motor Clément-Bayard – quatro cilindros, sem válvulas, 12 cavalos, cilindrada: 1.300 cm³, caixa de três marchas, transmissão por cardã. carroceria Torpedo dois lugares e velocidades máxima de 65 km/h. Coleção A. B.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault, les années Turbo / Renault, os anos Turbo

Isto aconteceu há 40 anos! As revistas Youngtimers e Rétromobile tinha que fazer uma justa homenagem num grande pódio!

Em junho de 1977, no Grande Prêmio de Fórmula Um em Silverstone, o Renault RS01 com motor Turbo V6 1,5 litros fazia sua estréia oficial com o grande Jean-Pierre Jabouille pilotando. Na época a maioria dos monopostos usava o motor inglês V8 Cosworth ou V12 Ferrari, Matra, Alfa Romeo e BRM todos atmosféricos. Sua robustez ainda era prematura e logo ganhou um apelido dos ingleses: Pote de chá amarelo! O amarelo era por causa da cor oficial da Renault na época. E ainda tinha problemas mecânicos e que o deixava soltando fumaça...

Mas não impediu que a fábrica francesa confiasse em seu projeto e dois anos mais tarde vencia em casa no Grande Prêmio da França para alegria da torcida. Assim este motor passou a fazer parte da gama da produção em série. No Salão do Automóvel em Paris, outubro de 1978, o protótipo R8 820, sem motor, mas com silhueta quase definitiva  era apresentada ao público. Este carro com motor central era o Renault 5 Turbo e foi apresentado pronto no Salão de Bruxelas, na Bélgica, em janeiro de 1980, com motor central traseiro para ser homologado no Grupo 4 do Campeonato Mundial de Ralis e assim o R5 Turbo ficou muito famoso. No dia 20 de maio a produção começa e a comercialização no dia 20 de julho.

Na sequência veio uma grande gama Turbo  R5 Alpine Turbo, R5 GT turbo, R9 e R11 Turbo, R18 Turbo, R21 2 L. Turbo, R25 V6 Turbo, Alpine V6 turbo, etc. Estes carros marcaram toda uma geração de motoristas que hoje tem a alegria de serem grandes admiradores.

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault 5 Turbo

As formas do R5 Turbo provocaram muito os homens na época de seu lançamento. Equipado com um Turbo Garret T3 a pilotagem deste motor central traseiro, 1.397 cm³, com 160 cavalos a 6.000 rpm na a versão para as ruas e não era para amadores. Torque máximo de 21,4 mkg.f à 3.250 rpm. Ao contrário do modelo base lançado em janeiro de 1972, sua tração era traseira, caixa com cinco marchas, teto e portas em alumínio para aliviar o peso. Foi apresentado no Salão de Paris em 1978 e dois anos depois estava nas ruas e seria homologado para corre no grupo 4 e depois para o Grupo B do Campeonato mundial de ralis, mas com potência podendo chegar a 250 cavalos. Tinha injeção mecânica e podia chegar a 200 km/h. Um de seus concorrentes era o Talbot Subeam Lotus Grupo B e depois o Peugeot 205 Turbo.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault 18 Turbo

No que se refere a carros familiares esportivos, eles sempre tiveram que evoluir. O Renault 18 era um sedã pacato, mas em 1980 foi classificado como o primeiro sedã francês médio familiar com 110 cavalos entrando num clube muito seleto. Depois ganhou mais 15 cavalos, freios a disco também atrás e vários outros itens interessantes. Atualmente o R18 Turbo é um carro bom em auto-estrada, confortável, bem equipado com direção hidráulica, vidros com acionamento elétrico e muito rápido! em 1983 contava já com 125 cavalos, caixa de cinco marchas, pneus 185/65 HR 14 e velocidade final de 185 km/h.

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 Renault 9/11 Turbo

Foi o R11 com três portas que recebeu a primeira versão turbo em março de 1984. A com cinco portas recebeu um ano depois. Havia uma série limitada de uma empresa alemã, Zender, que era muito interessante. Dois carros esportivos interessantes que podem ser usados no dia a dia e muito colecionáveis. Foi produzido entre 1984 e 1989, com 1.397 cm³ e 115 cavalos a 5.750 rpm. Chegava fácil aos 200 km/h.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault 5 GT Turbo

Depois do R5 chegou o SuperCinco! em março de 1985. Neste mesmo mês era lançado o GT turbo com o motor Cléon fonte C1J-C782 de 1.397 cm³ carburado.Com um turbo Garrett T2 desenvolvia 115 cavalos a 5.750 cm³ com injeção eletrônica e um carburador de corpo simples. fazia de 0 a 100 k/h em 8 segundos e chegava a 204 km/h Em 1991 cedeu o lugar para o Renault Clio 16S.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault 25 V6 Turbo

O fabuloso barco rápido como dizem os franceses. Era um ótimo carro para as ótima estradas e auto-estradas da Europa em 1985. Tinha abaixo do capô o famoso motor PRV V6 também usado no Peugeot e no Volvo e este carro fazia frente ao Audi 200 Turbo com seus 205 cavalos, 0 a 100 km/h em 7,7 segundos e 225 km/h de velocidade final. Fazia bonito e tinha muito estilo nas ruas e estrada ainda mais em sua versão Baccara mais luxuosa. Tinha injeção eletrônica e este carrão pesava 1.325 quilos. Era fabricado em Sandouville ao norte da Normandia. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault Alpine V6 Turbo

Era uma evolução do Alpine A 310 e o Alpine GTA não fez feio em estilo e aerodinâmica. Tinha 2.448 cm³, seis cilindros em "V" a 90º primeiro com 160 depois com 185 cavalos a 5.500 rpm. Este modelo desde o lançamento agradou muito aos alemães ainda mais na terra do Porsche 911 mostrou-se bom de estrada e pistas. Uma versão especial de um preparador francês Danielson chegava a 210 cavalos. Em 1989 já tinha couro nos bancos e freios ABS. Fazia de 0 a 100 km/h em 7 segundos, passava os 1.000 metros em 27,5 segundos e chegava a 245 km/h. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault 21 2 L. Turbo

Linhas bem retas, mas atraente. O 21 também tinha uma versão Turno Diesel. Na versão a gasolina discreto spoiler e aerofólio traseiro, era um carro muito equilibrado, motor com quatro cilindros em linha, painel completo e vários mimos intereno. Seu motor tinha 1.995 cm³ de cilindrada, 7,4 até 100 km/k e 227 km/h de final bom para encarar muitos sedãs maiores. Uma versão Quadra com quatro rodas motrizes era ótima em barro (raro por lá), chuva e neve. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault Safrane Biturbo

Este grande sedã com 286 cavalos e quatro rodas motrizes era um modelo raro e só 806 unidades viram as ruas. Por dentro era m,uito bem acabado e luxuoso ainda mais na versão Baccara. Havia debaixo do capô um Bi-turbo com 2.963 cm³, V6 e 268 cavalos a 5.500 rpm, caixa de cinco marchas e transmissão integral. Sua velocidade máxima era de 252 km/h, 7,6 segundos até 100 km/h e 27 segundos para atingir 1.000 metros. Luxo com potência!

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bugatti meets Bentley - Quand l’Automobile et la Culture se côtoient

Bugatti encontra Bentley - Quando o automóvel convive com a cultura

A celebre empresa LUKAS HUNI AG, através de uma exposição cultural, fez um paralelo entre dois grandes designers: Bugatti e Bentley que apresentaram qualidade, luxo e velocidade. Ettore Bugatti e Walter Owen Bentley tinham o mesmo ponto de vista: Empenhar todos os esforços para desenvolverem carros de alta performance para atender uma clientela mais abastada

Ettore Bugatti viveu uma infância ao lado de seu talentoso pau Carlo, ilustre fabricante de móveis. Ettore tinha um irmão chamado Rembrandt que também era um talentoso escultor de animais que e deram continuidade em suas obras na arte automotiva. Reconhece-se nos Bugatti as linhas puras que mistura bela mecânica e arte. Cada componente se adapta bem a funcionalidade.

Walter Owen Bentley recebeu uma formação essencialmente técnica. Seu melhor estágio foi na empresa de locomotivas Great Northern Railway onde a qualidade e durabilidade eram essenciais! Este aprendizado de engenharia permitiu grandes e remarcáveis vitórias nas 24 horas de Le Mans em 1924, 1927, 1928, 1929 e 1930. Essas vitórias colocaram a Bentley no hall das grandes empresas de competição. Em sua gama de motores havia um quatro cilindros de 3,0 litros e um de 4 ½ litros. Seu maior motor era um possante 6 ½ litros e um de 8,0 litros. Leia a história do Bentley Speed Six

Os estudos destes dois grandes designers iluminou similaridades em suas carreiras: Carros de corrida leve e rápidos. Bugatti com seu triciclo movido por um bimotor Prinetti e Stucchi, e Bentley participava de varias competições de motos das marcas Quadrant, Rex et Indian.

Ambos tinham ligações estreitas e trocavam experiências com fabricantes de motores experientes e muito profissionais. Eram motores dianteiros famosos: Ettore com Dietrich, Emile Mathis e Deutz, e WO Bentley através da agencia DFP (Doriot-Flandrin-Parant), estavam juntos onde o irmão HM Bentley trabalhava. Emile Mathis e Deutz e os irmão Bentley estavam construindo motores de aviões antes de 1920. Bugatti criou um motor com oito cilindros sobre as licença Diatto, depois o motor King Bugatti 16 cilindros ; Bentley apostou no motor rotativo de 9 cilindros com a concessão BR1 e BR2. Por ironia Bentley que teve uma experiência ferroviária, só Bugatti criou e construiu seus trilhos sobre sua marca. Os carros reunidos no Salão Rétromobile ilustraram os primeiros e as últimas unidades destes mais modelos emblemáticos da marca.

Bugatti com o modelo Brescia de 16 válvulas que deixou a marca com uma sólida reputação e também os modelos da gama Grand Sport e Super Sport. Os lendários carros de corrida como o Type 35C ex-Trintignant e o Type 59 Grand Prix que foi pilotado por Dreyfus. Dentre os modelos que mostram o gênio de Jean Bugatti estiveram presentes um Bugatti Type 55 Roadster nunca restaurado e dois Bugatti Type 57 com ou sem compressor e dois fabulosos exemplares Type 57S.

No que se refere aos Bentley da época de Walter Owen Bentley, esteve lá um Tourer 3,0 litros Vanden Plas, sendo que este modelo está ligado a história da marca em Le Mans, acompanhado de modelo 4 ½ litros e 4 ½ litros com compressor (Blower).

O famoso Old N° 2 (o carro de Le Mans em 1930, um celebre 8,00 litros (GP 401) do famoso “Bentley Boy “ o intrépido capitão sul africano Woolf Barnato. Em 1931 a Bentley era absorvida pela Rolls-Royce e juntas começaram a produzir carros de alta qualidade muito acima da média. Após a Segunda Guerra eram produzido em Derby e em Crewe, na Inglaterra.

Esta apresentação ilustre no Salão Rétromobile foi intitulada «Bugatti meets Bentley».            

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As iniciais DB e a evolução

Em 1946 a venda da Aston Martin foi anunciada na primeira página do famoso jornal inglês Times. David Brown, tinha como herança uma grande fábrica de tratores agrícolas e se interessou em comprar a Aston Martin. Esta empresa de Feltham há muito alternava sucesso esportivo e fracasso comercial. Mas tinha potencial, a marca prestigiada Lagonda estava inserida nesta aquisição e um jovem empreendedor estava desenvolvendo um seis cilindros com 2,5 litros desenvolvido pelo engenheiro inglês Walter Owen Bentley, um dos fundadores da famosa marca de carros de luxo e velozes Bentley. Este ano faz 70 anos que a era David Brown (DB) começou.

Abaixo o Aston Martin DB4 Zagato

Em 10 anos David Brown transformou a Aston Martin em sucesso de corridas em Spa e Le Mans e sinônimo de luxo esportivo com muito requinte. Fez parcerias com a Carroceria Touring e com a Zagato. Ambas são italianas e fizeram história com os modelos DB1, DB2, DB3, DB4 e o DB5 foi eternizado nos filmes de 007 James Bond.

O DB5 de James Bond em Paris

O verdadeiro exemplar do Aston Martin DB5 de James Bond esteve presente no Salão Rétromobile.

Fez sucesso em vários filmes na década de 60 nas mãos Sean Connery. E voltou com força na década de 90 por ierce Brosman e neste século por Daniel Craig.

Os acessórios no painel que estavam a disposição de Bond

A chapa de aço protegia os ocupantes

Este é o verdadeiro. Leia mais sobre o Aston Martin.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A empresa de restauração e preparação Brabus.

Bodo Buschmann e Klaus Brackmann fundaram a empresa Brabus em 1977. Sua especialidade é a modificação de carros da marca Mercedes-Benz. Tem várias concessionárias na Europa e nos Estados Unidos.

A Brabus Classic 6  Star restaura carros. Fica na cidade de Bottrop na Alemanha

Belos modelos Sl. Saiba mais.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A lenda Ferrari

A homenagem do Salão Rétromobile a casa de Maranello

Uma marca que venceu nos quatro cantos do mundo com o belo e inimitável som do motor V12

Enzo Ferrari tem uma história digna de um romance. Em 1920, na famosa prova de Targa Florio, ele chegou em segundo lugar a bordo de um Alfa Romeo e obteve outras mais. Esta prova teve sua primeira edição em 1906 e a última em 1977. Era disputada em estradas e por questões de segurança foi encerrada. Devido ao talento de Enzo ele foi recompensado com o cargo de chefe do serviço de competição da casa de Milão. Pouco tempo depois, em 1929, ele criou a Scuderia Ferrari e em 1933 já representava a Alfa Romeo.

Mas alguns desentendimentos o forçou a sair e ele foi impedido de usar o nome Ferrari durante quatro anos. Fundou a Auto Avio Costruzioni em setembro de 1939, mas a Segunda Grande Guerra interrompeu seus planos. Em março de 1947 o sonho vermelho com doze cilindros começava a encantar os amantes de carros velozes em todo o mundo. Abaixo o modelo 250 GT Berlinetta, com chassi curto SWB (Short Wheelbase).

Abaixo Battista Pininfarina e o modelo 275 GTB 4 ano 1966

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fiat Chrysler Automóveis

Também na exposição a FCA Heritage, departamento da Fiat Chrysler Automóveis que expôs as marcas italianas do grupo pela primeira vez no Salão Rétromobile. Estavam lá Alfa Romeo, Fiat, Lancia e Abarth com oito modelos de coleção. Abaixo um Abarth 1000 Bialbero (1963)

Abaixo um Lancia Flaminia Loreymo

Carlo Abarth e seus carros.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Carros misteriosos que foram descobertos que datam de antes da Primeira Guerra Mundial (1914-1918)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Honda

A empresa japonesa Honda apresentou os míticos motocicleta NR750 de 1992 ENGINE

O Utilitário ACTY fez 40 anos

A Honda começou a produzir veículos em 1963. E esta é a pequena picape T360. A empresa foi fundada por Fundada por Soichiro Honda. em setembro de 1948  no Japão.

O esportivo NSX e o NSX2. Nasceu para concorrer com grandes esportivos da Ferrari, Lamborghini, Porsche, Jaguar...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Porsche 928

Foi o primeiro carro de  Zuffenhausen  a ter um motor V8 arrefecido à água. Unia luxo e esportividade. Foram homenageados alguns poucos modelos com chassi longo que não chegaram a ser produzidos em série.

As versões do 928: 928 S em 1979 (300 cavalos), 928 S4 em 1987 (V8 5 litros com 320 cavalos 928 GT com 330 cavalos, a 928 Clubsport em 1989, 928 GTS em 1991 (5,4 l com 350 cavalos ). Mas a mais exclusiva de todas foi uma perua esportiva oferecida pela fábrica em 1984 a Ferry Porsche (Ferdinand Anton Ernst Porsche) para celebrar seus 75 anos. Era filho do fundador da marca Ferdinand Porsche. Leia mais sobre a história do 928.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Espaço Richard Mille (marca de relógios de alto luxo que patrocina vários eventos importantes de carros antigos)

Foi uma homenagem aos carros de Fórmula de seis rodas ou quatro rodas motrizes. Abaixo o famoso Tyrrel P34. Foi pilotado por Foi por Jody Scheckter, Patrick Depailler e Ronnie Peterson.

Este é um fórmula Um com quatro rodas motrizes. Keith Duckworth e Mike Costin foram os criadores do motor Ford Cosworth DFV e deste carro. Eles eram pesados e difíceis de controlar. Isso foi em 1969 e ficou para a história como mais uma tentativa revolucionária.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Leilão e os carros da Artcurial Motorcars - La vente aux enchères Artcurial Motorcars

O protótipo do Ferrari Dino foi à Leilão

Esta raridade chama-se Ferrari Dino 206 P Berlinette Speciale Pininfarina que foi o primeiro protótipo exposto no estande Pininfarina no Salão de Paris de 1965.

Esta raridade chama-se Ferrari Dino 206 P Berlinette Speciale Pininfarina que foi o primeiro protótipo exposto no estande Pininfarina no Salão de Paris de 1965, Trata-se de um carro único encomendado por Enzo Ferrari e desenhado por Leonardo Fioravanti. Este modelo deu origem ao Dino 206 e 246 GT e ainda ao Dino 308, 328 e 288 GT. Este carro tinha chassi tubular tipo 585, motor V6 em posição central longitudinal traseira. Leia mais sobre o Dino

Sua história é muito interessante: Sergio Pininfarina, de acordo com Enzo Ferrari, deixaram ela exposta no Museu do Automóvel de Le Mans. Este museu abriga vários bólidos desde sua criação. Este museu escreve a história de Le Mans. A venda irá promover, embelezar e enriquecer a coleção do l’Automobile Club de l’Ouest

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Artcurial Motorcars revela seus carros para o Rétromobile 2017 - Artcurial Motorcars dévoile son podium pour Rétromobile 2017 dévoile son podium pour Rétromobile 2017

A coleção do casal Hervé et Martine Ogliastr

São carros da época de ouro francesa como os De Dion Bouton, Talbolt Lago, Delahaye e o raro Citroën cupê. O grande esportivo vermelho, que está à esquerda, é o italiano Bizzarrini 5300 GT Strada. O pequeno ao centro é um Osca.

1901 De Dion Bouton Type G Vis-à-vis
1908 De Dion Bouton B1 Torpédo
1938 Citroën 7C Coupé
1936 Talbot Lago T150C
1936 Delahaye 135 Sport Roadster par Figoni & Falaschi
1935 Bugatti 57 Atalante
1957 Osca Type S273
1967 Bizzarrini 5300 GT Strada
1927 Bugatti Type 52

Estes belos carros foram à leilão comandados pela empresa francesa Artcurial Motorcar. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Um Cadillac e uma Harley-Davidson de Johnny Hallyday vai à leilão

Une Cadillac et une Harley-Davidson de Johnny Hallyday aux enchères


Johnny Hallyday é uma estrela do rock  na  França desde os anos 60. Ele irá dispor de um Cadillac cabriolet Série 62 de 1953 e a Harley-Davidson Softail Springer de 1989 ficaram expostos nos dias 8 e 10 de fevereiro. O valor arrecadado será entregue á uma instituição que cuida de crianças que viveram nas guerras e estão exiladas nesta instituição.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As Marcas da Exposição

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Alfa Romeo

O estande da marca de Milão. Destaque para o modelo 2600 Spider obra da "Carrozzeria Touring"

Alfa Romeo Tubolare e ao fundo Alfa Romeo Sprint Speciale

Um dos mais belos carros de corrida da década de 60: Alfa Romeo 33 T

Belo Alfa Romeo 1300 cupê

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

BMW - Bayerische Motoren Werke

BMW 2002 Turbo e um Fórmula 2 HH 49 ano 1949

Brabham BT-7 motor BMW Fórmula 2. Atrás um BMW 328 Roadster 1937

O mesmo modelo visto de outro angulo

BMW 700 RS 1960

Um belo estande com raridades

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bugatti e Bentley

Ambas marcas competiam em luxo e velocidade

Bugatti Type 59

Bugatti Type 55

Por dentro do roadster

Bugatti Royale Type 41 (réplica)

Bugatti Type 57 Atlantic

Esculturas de vários modelos.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Citroën

Citroën C4 limusine

Protótipo C10 de 1956

O modelo DS que foi fabricado entre 1955 à 1975. A placa atrás indica: Salão de Paris de 1955, 80.000 pedidos de clientes!

O modelo Break tinha grade espaço para bagagens e as mesmas qualidades do sedã

Os modelos cupê ou conversíveis eram feitos por empresas de carrocerias especiais como a Chapron e Heuliez. A Citroën também fabricou e hoje eles tem alta cotação no mercado. Nos leilões são arrematados a preços altíssimos!

O DS também foi para as competições. O modelo ID, mais simples, venceu o Rali de Monte Carlo em 1959 e em 1966. O modelo abaixo foi preparado para os ralis da África. Leia sobre o DS e faça uma visita ao Conservatoire Citroën

O Citroën Mehári foi produzido em plástico reforçado com fibra de vidro. Tinha mesma motorização e plataforma do pequeno 2CV

O elegante Citroën SM era um cupê esportivo. Este modelo especial limusine é o Opéra. A carroceria era produzida pela empresa de Henri Chapron.

O SM também foi para os ralis. Tinha um potente motor V6 Maserati. Atrás um Citroën C4 de rali.

O Citroën CX substituiu o DS e também enfrentou as pistas. Atrás um Xsara do eneacampeão mundial de ralis o francês Sébastien Loeb.

A arte no Citroën. A esquerda o modelo GS que também usava a suspensão hidropneumática, usou motores com quatro cilindros arrefecidos a ar e também o rotativo Wankel.

Uma homenagem ao criador Flaminio Bertoni dos modelos Traction, 2 CV, DS e Ami. 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ferrari

O modelo 275 GTB. Observe o volante do lado direito. Para facilitar a saída do(s) piloto(s) nos Boxes.

Esta fera sobre rodas, Ferrari 512 S, pode ser vista também no filme "As 24 de Le Mans" estrelado por Steve McQueen

Na rampa do caminhão da marca Bartoletti Transporter um Ferrari P4 também muito bonito. E veloz!

Ferrari 166 MM. Atrás o estande da casa de leilões francesa Artcurial

Um belo 250 SWB.

Os 70 anos da marca foram comemorados no salão. Congratulations Monsieur Enzo!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Lancia

A Lancia é uma marca italiana que hoje pertence ao Grupo Fiat. Sempre construiu carros muito distintos e bonitos.

Um Lancia Aurélia Cupê.

A versão Aurélia Spider também era bastante atraente. Saiba mais.

Ficaram muito afamados nas corridas de pista como nos ralis. Na frente um modelo D24 e atrás um Lancia Fulvia HF

Este é um modelo HF(High Fidelity) Fanalone (grandes faróis) tinha versões 1,3 e 1,6 litros

Um Lancia Lambda Torpedo e atrás um belo Flaminia cupê

Um Lancia Flaminia conversível.

Um dos grandes vencedores de ralis foi o Lancia Stratos. Foi desenhado na casa Bertone por Gianpaolo Dallara e Marcello Gandini. Foi 17 vezes vitoriosa em ralis mundias. Usava o motor V6 transversal sobre o eixo traseiro. Esse era o mesmo do Dino 246 GT.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mercedes-Benz

A casa Daimler-Benz levou exemplares raros e bonitos. O belo estande em prata e branco. Atrás do SSK 1928, um Mercedes 300SL W194 "Asa de Gaivota" de 1952 que venceu em Le Mans.

Mercedes-Benz Grand-Prix 1908

Mercedes-Benz Grand-Prix 1914 35 HP

Belo e potente Mercedes-Benz Super Sport Kurz – SSK 1928.

Mercedes-Benz W196 Monza que foi pilotada por Fangio.

Belo cenário e belo Benz 190 SL

Para as corridas do Campeonato Mundial de Endurance (WEC), Sauber  C9 1989 que ganhou e, Le Mans com motor Mercedes V8 com dois turbocompressores.

A McLaren Mercedes MP4

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Peugeot

E um pouco de sua história

Modelos de sucesso como o 201, 203 (Cinza) e um 205 laranja

Outros famosos 202 e na frente, um cupê dourado 204.

Um Peugeot de corridas preparado pela concessionária Darl'mat.Estes modelos de 1937 tinham motorização do modelo 302 e 402 foram correr em Le Mans.

Destaque para o Peugeot 404 Diesel bateu recordes no anel da pista de Montlhery. Saiba mais sobre o 404.

Belos carros de uma bela época. Destaque para o Peugeot 601 C Eclipse 1934 carroceria Pourtout. Foi o primeiro carro no mundo a ter capota elétrica.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Porsche

Um Porsche 356 Gmund, um dos primeiros a começar a fama da marca de alemã de Stuttgart

Outro Porsche 356, mais moderno, foi fabricado até 1956. Ao fundo o famoso 911

Um Porsche 550, o grande 917 e um 911 GT1 de competição.

As primeiras carrocerias para a aprovação da produção do 911

Um Porsche 911 que enfrentou a África. Saiba mais 911

O monstro de Le Mans. Este é o Porsche 917. Venceu as 24 horas de Le Mans em 1970 e 1971. Foi o primeiro Porsche a ganhar em todas as categorias.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renault

Um Renault 4 CV para transporte de cargas

Um protótipo Renault 900 de 1957 com soluções interessante e atrás o mega sucesso Renault Espace

O antigo e o moderno. Um Renault de 1902 que concorreu nas estradas entre Paris e Viena na Áustria e um Fórmula Um Renault F1 R26. Ganhou o campeonato mundial de construtores e pilotos com Fernando Alonso.

O Renault 8 foi um sucesso na França e em toda Europa

A versão Gordini destacada foi um grande sucesso. Leia mais sobre o R8

Este ficou famoso nas pistas do Brasil como Wyllis Interlagos, mas na Europa, o Renault Alpine A-110 fez muito sucesso nos ralis. Hoje sua cotação no mercado de antigos ou nos leilões está alto.  Leia mais sobre este esportivo. 

Um mega sucesso em vendas e também nas pistas seja asfalto, neve ou barro foi o Renault 5 que teve longa vida

O Fórmula Um Renault RS 01 e na frente o valente  Renault 4CV conhecido no Brasil como "Rabo quente"

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Skoda

A marca Skoda foi fundada em 1895 a antiga Checoslováquia atual República Checa. Hoje possui um museu um acervo importante. Carros como o S 100 R Cupê e S 100 fizeram sucesso em toda Europa. Baixo custo na aquisição e robustez. Entre 1926 e 1929 a empresa produziu o luxuoso modelo Škoda Hispano-Suiza 25/100 HP

Uma modelo esportivo Roadster e um grande sedã. O esportivo é uma variação do Škoda Popular Sport Coupé de 1937.

Amplo e confortável. Este é um Škoda Superb 4000 Typ 919 ano 1940.

Mostrou-se muito bem nas pistas. Um Skoda RS 130 Typ 735 ano 1977 esta nesta foto à direita. Nome como o Octavia e o Fabia são modelos muito interessantes.  Na extremidade esquerda o modelo R5 que corre no Campeonato Mundial de Rali (World Rally Championship, WRC). Também participou com Fórmula Junior e campeonatos de subida de montanha. Hoje a Skoda pertence ao Grupo VAG (Volkswagen AG) e tem em seu catálogo as marcas  Audi, Seat, Škoda, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Porsche, Ducati; veículos comerciais, Scania e MAN.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Grand Merci au Space Presse Rétromobile

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto e tradução Francis Castaings - Fotos Salão Rétromobile                              

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Veja como foram os anteriores.

Volte a página principal do site.