CAF – Clube de Amigos Fusqueiros- Julho de 2022

CAF – Clube de Amigos Fusqueiros- Julho de 2022

O CAF é um clube de amigos, que têm uma paixão em comum por Fuscas e Aircooleds, carros da marca Volkswagen arrefecidos a ar. Comandado com competência por Cláudio Costa, o último encontro foi Parque Linear, rua Rodrigo Otávio Coutinho 100, Bairro Belvedere, Belo Horizonte, Minas Gerais, sempre no terceiro domingo do mês. Mas carros de outras marcas são bem vindos também. Foi ótimo no belo domingo ensolarado. A rua foi pequena para a quantidade de carros de grande categoria. Foi no dia 17 de julho a partir de 9:30 horas.

Os carros

O Fusca foi fabricado aqui com motores 1.100 (Alemanha) , 1.200, 1.300, 1.500 e 1.600 cm³. É de longe o motor mais utilizado no planeta. Em carros, barcos, ultra-leve, motocicletas, triciclos, etc. Foi lançado aqui no Brasil em 1959, fabricado em São Bernardo do Campo, São Paulo. Mas os primeiros, de origem alemã desembarcaram no porto de Santos, São Paulo em 1950. E caiu no gosto brasileiro!

Um dos carros mais queridos do país acabou de completar 60 anos de produção do Brasil. Em 1950 chegavam importados os primeiros Fusca no Brasil e passaram a ser fabricados aqui em 1959. Um dos carros mais amados do Brasil. Lá fora foi chamado e ainda é de Carocha em Portugal, Escarabajo na Argentina, Cox ou Coccinelle na França, Magiolino na Itália e Beetle nos países de língua inglesa

Foi produzido em grande escala aqui, em seu país de origem Alemanha, onde era apelidado de Käfer, besouro em alemão, e também foi fabricado na Austrália, África do Sul e no México, último país a produzi-lo.

Em 1970 chegava o Fuscão com motor 1.500 cm³ e 44 cavalos. E vendeu muito bem! O painel podia ter revestimento imitando madeira. foi o carro mais vendido da década de 70, apesar do lançamento do Chevrolet Chevette, do Fiat 147, do irmão VW Brasília… Também nesta década, não faltaram rodas de liga de 13 e 14 polegadas mais largas, a famosa “tala larga” , com pneus radiais, escapamentos da marca Kadron, volantes de menor diâmetro e também eram rebaixados para ganhar mais estabilidade.

A produção terminou em 1986. Só havia a opção com motor 1600 (o 1300 deixou de constar em 1984), vidros verdes, rodas com diâmetro de 14 polegadas…mas voltou em 1993 e por volta de 47.000 Fuscas foram produzidos até 1996 e em Puebla, no México até março de 2003 e na Alemanha foi encerrada em 1978.

Ao todo foram de 1938 à 2003: 21.529.464 produzidos sendo 15.444.858 na Alemanha (330.251 conversíveis ), 3.350.000 no Brasil cerca de 2,5 milhões no México (Vocho) e montados na Austrália, Bélgica, Finlândia, Indonésia, Irlanda, Malásia, Nova Zelândia, Nigéria, Filipinas, África do Sul e Venezuela Leia a história do Volkswagen mais famoso do mundo

Belo modelos

Outros exclusivos

Em 1957 o primeiro Volkswagen brasileiro chegava as ruas. Era o utilitário Kombi

Um modelo picape

Um modelo da segunda geração personalizado

O multiuso mundial conheça

E em pequena escala

O primeiro esportivo aqui no Brasil e na Alemanha foi o Karmann-Ghia Conheça

Outro belo modelo

E nosso Porsche brasileiro foi o modelo TC Conheça

No final da década de 60 a família crescia. Chegava o 1600 sedã quatro portas, a perua Variant e o TL. Conheça a família Typ 3

Os esportivos e réplicas com motor VW fizeram muito sucesso. Abaixo um MP Lafer Conheça

E o esportivo de maior sucesso nacional. O Puma GT Conheça o felino brasileiro

Faça sua escolha. Puma GT ou SP-2. Conheça o esportivo nacional da década de 70

Em 1980 chegava o VW Gol

Que contou com versões muito apimentadas. Leia sobre a família Gol, Saveiro, Voyage e Parati

O Buggy ou Bugue foi um sucesso nos Estados Unidos e no Brasil no final da década de 60 e durante a década de 70. Nos Estados Unidos eram muito usados na corrida no deserto Baja 1000. Era uma corrida rallye-raid para veículos fora de estrada (ou “off-road”) disputada na região da Baixa Califórnia no norte do México. O americano da Califórnia Bruce Meyers, engenheiro, foi o pai dos bugues. Empresas como a Kadron, BRM, Bugre,  Glaspac, Emis, e Fiber só para citar algumas. Estes foram os nacionais. Este pequenos sem teto, ou com teto de lona, tinham carroceria em plástico reforçado com fibra de vidro, plataforma e mecânica dos VW arrefecidos a ar. Mas Meyers chegou a colocar um motor traseiro do Chevrolet Corvair com seis cilindros opostos a ar. Um deles pode ser visto num filme de Steve McQueen.

Também em família. Um exemplar excepcional do Porsche 356 Conheça

E um belo 911 deste século Conheça os modelos


Outras marcas bem vindas

Os carros de Louis Chevrolet

Um Chevrolet Opala 3800 ano 1969. Conheça o maior sucesso da General Motors em nosso país.

Um Kadett GSi. Os carros da década de 90 estão começando a fazer sucesso.

Outro belo. Esta geração foi a segunda a ter tração dianteira. O conversível tem assinatura Bertone.


Os Carros de Henry Ford

Bela picape Ford F-Series. Conheça


Presença de um modelo de Walter Chrysler

Belo Dodge Dart cupê Conheça


Os Carros de Giovanni “Gianni” Agnelli

Nosso mineiro Fiat 147 na versão Spazio Conheça a linha 147


E um carro da casa Daimler Benz Leia mais sobre este belo modelo


Homenagem

Um justa homenagem e o presente de Elisa Midori Hyodo responsável por matar a sede e a fome dos presentes

Nesse encontro, aconteceu a entrega do novo carro de trabalho da nossa querida Elisa dos pastéis. Doação que veio de uma iniciativa do CAF, mas com a colaboração e ajuda de vários amigos. Elisa está presente há anos nos eventos de carros antigos da capital. E ganhou um belo e impecável Chevrolet Ipanema.


 Texto, fotos e Montagem Francis Castaings.                                                                                      

© Copyright – Site https://site.retroauto.com.br – Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

Acesse o site Retroauto na versão anterior

Volte a página principal do site