Encontro The Garage BR – Setembro de 2023

Encontro The Garage BR – Setembro de 2023

Aconteceu no domingo dia 24 de setembro de 2023, o encontro do The Garage no bairro Belvedere, em Belo Horizonte, Minas Gerais, na aprazível Praça íris Valadares. Também foi comemorado os cinco anos do evento. Parabéns amigos! E o 1º Encontro Nacional, na capital mineira do primeiro esportivo da marca na Alemanha e no Brasil, o Karmann-Ghia.  

Estavam lá muitos visitantes e colecionadores. Como sempre lotado! E o esportivo desenhado pela Estúdio Ghia italiano esteve presente com muitos modelos, inclusive de outros estados.

A Carrozzeria Ghia & Gariglio foi fundada em 1915 em Turim, na Itália, pelos sócios Giacinto Ghia e Gariglio. Nascido na cidade em 1887, Ghia começou atividades construindo carrocerias leves de alumínio para carros esportivos como o Alfa Romeo 6C 1500 que venceu a prova Mille Miglia de 1929, modelos da Fiat (como o 508 Balilla de 1933 e o 1500 Cabriolet de 1935) e da Lancia, caso do elegante Aprilia Cabriolet de 1937.

Muitos a conhecem como a designação de versões luxuosas da Ford, do Escort e do Del Rey dos anos 80 ao recente Focus. Outros a lembrarão como parte do nome Karmann Ghia, empresa envolvida na construção do esportivo homônimo da Volkswagen, tanto na Europa quanto no Brasil. No entanto, a história da Ghia vai muito além de seu envolvimento com esses grandes fabricantes.

Conheça a história do esportivo e também do TC

Um encontro que seria muito apreciado também por americanos, europeus, orientais, Oceania, asiáticos…

O Fusca

O Fusca foi fabricado aqui com motores 1.100 (Alemanha) , 1.200, 1.300, 1.500 e 1.600 cm³. É de longe o motor mais utilizado no planeta. Em carros, barcos, ultra-leve, motocicletas, triciclos, etc. Foi lançado aqui no Brasil em 1959, fabricado em São Bernardo do Campo, São Paulo. Mas os primeiros, de origem alemã desembarcaram no porto de Santos, São Paulo em 1950. E caiu no gosto brasileiro!

Um dos carros mais queridos do país acabou de completar 60 anos de produção do Brasil. Em 1950 chegavam importados os primeiros Fusca no Brasil e passaram a ser fabricados aqui em 1959. Um dos carros mais amados do Brasil. Lá fora foi chamado e ainda é de Carocha em Portugal, Escarabajo na Argentina, Vocho no México, Cox ou Coccinelle na França, Magiolino na Itália e Beetle nos países de língua inglesa

Foi produzido em grande escala aqui, em seu país de origem Alemanha, onde era apelidado de Käfer, besouro em alemão, e também foi fabricado na Austrália, África do Sul e no México, último país a produzi-lo.

Em 1970 chegava o Fuscão com motor 1.500 cm³ e 44 cavalos. E vendeu muito bem! O painel podia ter revestimento imitando madeira. foi o carro mais vendido da década de 70, apesar do lançamento do Chevrolet Chevette, do Fiat 147, do irmão VW Brasília… Também nesta década, não faltaram rodas de liga de 13 e 14 polegadas mais largas, a famosa “tala larga” , com pneus radiais, escapamentos da marca Kadron, volantes de menor diâmetro e também eram rebaixados para ganhar mais estabilidade.

A produção terminou em 1986. Só havia a opção com motor 1600 (o 1300 deixou de constar em 1984), vidros verdes, rodas com diâmetro de 14 polegadas…mas voltou em 1993 e por volta de 47.000 Fuscas foram produzidos até 1996 e em Puebla, no México até março de 2003 e na Alemanha foi encerrada em 1978.

Ao todo foram de 1938 à 2003: 21.529.464 produzidos sendo 15.444.858 na Alemanha (330.251 conversíveis ), 3.350.000 no Brasil cerca de 2,5 milhões no México (Vocho) e montados na Austrália, Bélgica, Finlândia, Indonésia, Irlanda, Malásia, Nova Zelândia, Nigéria, Filipinas, África do Sul e Venezuela Leia a história do Volkswagen mais famoso do mundo


Os esportivos com mecânica VW

O Puma Conheça

O Tarpan Saiba mais

O americano da Califórnia Bruce Meyers, engenheiro, foi o pai dos bugues. Empresas como a Kadron, BRM, Bugre,  Glaspac, Emis, Fiber e Terral só para citar algumas fabricaram aqui no Brasil. Estes foram os nacionais. Estes pequenos sem teto, ou com teto de lona, tinham carroceria em plástico reforçado com fibra de vidro, plataforma e mecânica dos VW arrefecidos a ar. Mas Meyers chegou a colocar um motor traseiro do Chevrolet Corvair com seis cilindros opostos a ar. Um deles pode ser visto num filme de Steve McQueen.

Em 1957 o primeiro Volkswagen brasileiro chegava as ruas. Era o utilitário Kombi

Conheça a história deste furgão internacional


Em 1973 chegava a Brasília

Fazendo parte da família Typ 3 a Variant II

A revolução da água começou com o hatch Passat

Em 1980 chegava o Volkswagen Gol

Que daria origem a Saveiro, Voyage e Parati

E da Alemanha o esportivo Corrado. Este modelo VR6 tem um motor V6 e compressor volumétrico que também foi utilizado no Passat alemão na geração posterior ao nosso. São raros no Brasil. O Volkswagen Corrado foi um modelo esportivo da Volkswagen, tendo sido produzido entre 1988 e 1995. Usou motores: 1.8 8V; 1.8 8V G-60; 1.8 16V; 2.0 8V; 2.0 16V; 2.8 2V VR6 e 2.9 2V VR6. Tem o designer da famosa Karmann e foi produzido entre 1988 e 1995 . A  Karmann é especializada na produção de carrocerias desde o princípio do século passado. Além da Volkswagen, também são clientes a Ford,Porsche, Mercedes-Benz, Renault…


Outras Marcas

A Ford

Abaixo um modelo A

Nossos modelos. Um belo Corcel cupê

E um Ford Belina II Conheça a linha


Nossos Chevrolet

A famosa picape C-10

O Opala

Que deu origem a Caravan

E sua evolução Conheça a Caravan

Em 1973 chegava o Chevette]

Havia o modelo quatro portas, o Hatch e a perua Marajó Conheça a linha

Dos Estados Unidos o Chevrolet Camaro

E uma picape S10 americana. Algumas foram importadas de forma independente para o Brasil inclusive a cabine dupla


De Minas Gerais

O nosso 147

E o Tempra. A Fiat queria ser grande, já era, mas almejava um mercado mais amplo e tinha produtos para tal fim na Itália e por que não trazê-los para o Brasil? Em 1992 chegava o Fiat Tempra, um sedã muito moderno pronto para competir com o Chevrolet Opala no final de linha, o Ford Del Rey que também perdia fôlego e enfrentaria com vantagens o Volkswagen Santana e seu primo Ford Versalhes da Autolatina que já haviam sofrido reestilização. E fez sucesso!

Era um carro médio, que pesava 1.180 quilos, quatro portas, motor transversal com quatro cilindros em linha, 2,0 litros, 105 cavalos, cambio manual de cinco marchas e como todos os carros da linha no Brasil e desde o modelo 128 da década de 60 lançado na Itália, tinha tração dianteira. Em 1992 chegava o modelo cupê, só existente aqui como o Santana duas portas e mesmo com a versão Turbo fez pouco sucesso e hoje são colecionáveis e raros sobreviventes. A versão Ouro trouxe o primeiro motor com cabeçote com dezesseis válvulas no país e em 1995 a injeção eletrônica chegava aos motores que alcançavam 120 cavalos e a versão Turbo, com duas ou quatro portas atingia 212 km/h e fazia de 0 a 100 km/h em apenas 8,5 segundos. Era o carro mais veloz do Brasil em 1995.  A versão perua, muito bonita, é muito rara nas ruas e era importada.


Da França

Um grande vencedor de ralis regionais e internacionais. Paris Dakar idem. Conheça o Peugeot 205


Da Alemanha

Três Mercedes-Benz Classe S no evento

Mercedes-Benz classe S sempre foi por anos muito distintos. Este da série W116 que foi produzida entre 1972 e 1980. O modelo com motor V8 e 6,9 litros era um canhão! Uma revista europeia famosa, publicou, em 1973 um teste em que um Mercedes 6,9 confrontava um Porsche 911 Carrera. Não eram da mesma categoria, mas tinha valor próximo e números de aceleração e velocidade final também! Vale lembrar que a Mercedes-Benz fez 126 anos em 2023

O modelo W124

E dois Classe E W210 (1998–2003)


Os carros de Ferdinand Porsche, Stuttgart, Alemanha

Abaixo um modelo Boxter

E sempre com a presença de uma das melhores máquinas sobre quatro rodas. O 911


A praça é nossa


Texto, fotos e montagem Francis Castaings                                                           

© Copyright – Site https://site.retroauto.com.br – Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

Volte a página principal do site