Rali do Sul da Bélgica VHRS (Veículos Históricos de Rali de regularidade)

Rali do Sul da Bélgica VHRS (Veículos Históricos de Rali de regularidade)

Jacquemin-Cara e Neutelers-Hardenne vencedores em VHRS (Opel Ascona acima)

Se as estrelas do Campeonato Belga de Rally Kroon-Oil logicamente concentraram a atenção dos fãs de uma ponta a outra de um Rally do Sul da Bélgica 2022 de uma bela intensidade, em seu rastro, os seguidores da regularidade apreciaram muito a prova. E os líderes foram muitos…

Desde o início das disputas, o Rali VHRS 65 assumiu a aparência de um duelo de precisão entre Gilles Thibaut e Renaud Bielen num Mazda 323 por um lado, Denis Jacquemin e Freddy Cara num Opel Ascona, foto principal) por outro. Se os japoneses tomaram as rédeas, o carro alemão passou na frente pela primeira vez, depois de ter feito a diferença na cidade de Bellefontaine. O resto ia ficar no mesmo ritmo, com Thibaut-Bielen recuperando etapas. Mas novamente a dupla Jacquemin-Cara… depois da segunda passagem pela pequena cidade de Bellefontaine na Bélgica! Acima um Datsun 100 A.

Se não tinham experiência nesta excitante disciplina que é a regularidade, Denis Jacquemin e Freddy Cara aplicaram-se cada vez mais em suas provas, quatro ou cinco por ano. Um detalhe: o piloto Denis Jacquemin trabalha no BMC (Fabrica de Bicicletas de corrida)… na Suíça, e que, em cada nova prova regressa à Bélgica. Primo de Frédéric Jacquemin, soube tirar partido de seu Opel Ascona que não é um raio de guerra, mas que manteve a sua posição e é muito bom em provas de rali, seja de velocidade ou regularidade. O Opel Ascona tem grande história em ralis.

Para Thibaut-Bielen, a última passagem por Bellefontaine foi complicada, o que permitiu ao interessante Volvo PV544 (acima) de André Claessen e John Pottier saltar para o segundo degrau do pódio. O top 5 final da VHRS foi completado pelo excepcional Peugeot 203 Speciale 1955 (abaixo) de Georges Chalsèche e Pierre Louys, que progrediam constantemente na classificação, e o BMW 323i E21 de Pascal Lemince e Pierre-Edouard .

Houve a primeira participação na corrida do imponente Volvo 240 de Arnaud Vandermeulen, finalmente acompanhado por um certo Eric Marnette. O sueco falhou na 7ª colocação final.

Quanto às equipes alinhadas no VHRS 50 (Veículos Históricos de Rali de regularidade e histórico), o evento começou sob a liderança do… Citroën 2CV de Rik Dumortier e Bert Werniers! Também neste nível, Bellefontaine levaria a mudanças na classificação, permitindo que André Neutelers e Guy Hardenne assumissem o controle com seu Saab 99 (acima), uma posição que a dupla assumiu até o final . Neste teste de regularidade venceram por uma pequena margem à frente do conhecido Triumph Dolomite Sprint (abaixo) de Alain Dominiczak e Alexandre Dessauvage, e do valente Citroën 2CV de Dumportier-Werniers.


Histórico BRC (British Rally Championship). O retorno vitorioso de Christophe Kerkhove

Depois de já ter animado o evento de abertura da temporada com seu belo Porsche 911, Christophe Kerkhove fez ainda melhor durante a segunda rodada do Campeonato Histórico Belga de Rally 2022. O piloto da cidade Ronse, na Bélgica, conquistou a vitória em seu Porsche 911, aproveitando a oportunidade para ficar em primeiro lugar no campeonato.

No percurso rápido do Rali Sul da Bélgica, apenas três equipes da categoria Histórica chegaram ao fim. No meio do caminho, Dirk Vermeersch quebrou o eixo carda em seu belo Fiat 124 Spider GT, enquanto Michel Vandergeeten foi obrigado a parar após três etapas após uma falha na direção hidráulica em seu Lancia Delta Integrale.

Olivier Breittmayer fez uma grande corrida e liderava a classificação após duas voltas, mas durante a última passagem pela cidade de Cornimont, o Porsche 911 saiu da estrada após um vazamento de óleo nas rodas traseiras.

Também com um Porsche e pilotado pela primeira vez por Rutger Govaerts, Christophe Kerkhove assumiu e venceu sem disparar um tiro. Para Christophe Kerkhove, foi a primeira vitória desde o Rallye de Wallonie 2013, ano em que conquistou o título de Campeonato Belga de Veículos Históricos.

O segundo lugar foi para Jean-Michel Gérome em seu Ford Escort MK2 (acima), com Pierre Sibille garantindo o pódio e a vitória no HC3 (Carros Históricos Grupo 3) para sua estreia no belo Ford Escort de Olivier Breittmayer. “Conheço o Olivier há muitos anos e ele me ofereceu uma vez para dirigir seu Escort. Gostei muito, mesmo sendo um ‘pequeno’ Escort com motor Ford Pinto americano. Foi uma boa estreia, mesmo que o desejo seja a vitória, ainda tenho muitos eventos no meu programa como co-piloto, especialmente no exterior”, explicou Pierre Sibille, obviamente satisfeito com seu dia. Abaixo um Ford Fiesta da primeira geração


Organização: DG Sport. Texto: Vincent Franssen & Com / Fotos P.O.M. Giets e Foto principal Denis Jacquemin et Freddy Cara VHRS

Dados: https://www.newsclassicracing.com/

MERCI BEAUCOUP AU ESPACE PRESSE NEWSCLASSIRACING POUR LES BELLES PHOTOS ICI

Montagem e tradução Francis Castaings

© Copyright – Site https://site.retroauto.com.br – Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

Volte a página principal