Rali Histórico de Inverno na Romênia 2023: Só faltou a neve. VHC-VHRS 2023 – (Veículos Históricos de Competição) e VHRS (Veículos Históricos de Regularidade Esportiva)

Rali Histórico de Inverno na Romênia 2023: Só faltou a neve. VHC-VHRS 2023 – (Veículos Históricos de Competição) e VHRS (Veículos Históricos de Regularidade Esportiva)

Quinze dias antes do evento, a queda de neve foi anunciada para Covasna e Comandaü, mas um degelo repentino transformou a neve em chuva. Doze equipe dos 61 inscritos (recorde) resolveram desafiar.

Os organizadores tiveram que quebrar a cabeça para superar a perda de pó branco, mantendo o caráter esportivo de seu evento, que passou do inverno na neve ao cascalho no cascalho. Começa na quinta-feira com o planejado Shakedown indo para o planalto Comandău em Covasna, perto dos parques de serviço e hotéis. Uma experiência a repetir no próximo ano porque foi unanimidade entre os concorrentes. Comandău é uma região romena localizada no distrito de Covasna, na região histórica da Transilvânia. A região possui uma área de 835 km². E abaixo a chegada da neve que foi bem vinda

Sexta-feira no meio da tarde, a coisa ficou séria e começou com a sequência de duas especialidades na estrada para Păpăuti a serem levadas num sentido e depois no outro depois de um reagrupamento nos arredores de Comandău para saborear os grelhados e uma sopa. Música romena ao som de música local, iluminada por fogueiras, pés na lama. Mudança de cenário garantida…No final das duas primeiras etapas, Paul Chabloz e seu navegador Philippe Escobar marcam seu território ao apontar à frente dos vencedores do ano passado, Grégoire de Mevius associado a André Ley, mais lento porque seu Nissan Sunny GTIR, abaixo, estava atormentado por uma falha da cremalheira de direção na qual a assistência tropeça. E abandonou!

No dia seguinte, o programa planejado foi cumprido integralmente. A boa surpresa veio de uma pequena queda de neve durante a noite que coloriu os trechos de subida em Comandău onde uma vez chegado ao planalto, o gelo dificultou muito a pilotagem. A boa solução foi sair com pneus especiais com pregos para esperar ganhar tempo. Quem não optou por esta solução perdeu muito e teve de esperar pelo reagrupamento para corrigir o erro, como a equipe do Peugeot 504 cupê abaixo. Vencedores no ano passado, Grégoire de Mevius e André Ley perderam muito esta manhã.

A cremalheira da direção ainda lhes causou problemas, mas acima de tudo eles foram forçados a se retirar devido à falha da bobina de ignição do Nissan Sunny GTIR. A pista ficou livre para Paul Chabloz no BMW , que, no entanto, juntou os tempos de zero como se o Nissan ainda estivesse em seus calcanhares.

Sábado à noite, no final do segundo dia, a tripulação do BMW 325 IX, 4 x 4, (Conheça a evolução da série 3) estava à frente do Subaru Impreza da STI, abaixo, de Patrice Perche, co-piloto de Julien Saunier.

Que lama

No domingo, o rali teve um início confuso, quando Maxime Vilmot, que percorreu as etapas uma hora antes de todos para dar as suas impressões no WhatsApp, anunciou que certas estradas, em particular as anteriores (Mica Siriu e Betaşu) estavam intransitáveis ​​por causa da chuva e da lama.

A organização decidiu então reduzir a duração das etapas. A chuva redobrou tornando as condições de pilotagem muito precárias. O rali terminou com a última etapa especial de Păpăuti, felizmente em declive. As saídas de estrada (sem gravidade) multiplicaram-se, Kaufmann/Martens, Baugnée/Beaufort, De Reinach/Miquel…

O destaque continuou sendo a final cheia de suspense vivida pelos futuros vencedores: “O motor cortou a dois quilômetros do fim da especial. Acabamos vendo nossos adversários passarem um após o outro. Perdemos mais de um minuto no processo, mas conseguimos manter o primeiro lugar. Após cruzar o controle de tempo de chegada, consertamos o fio cortado pela bobina que havia se soltado devido aos violentos solavancos sofridos desde a madrugada”, explicou Paulo Chabloz em seu BMW 325 iX 4 x 4

Um ambiente agradável:

Como habitualmente, a festiva noite de gala pontuou uma edição marcada por um clima excepcional que não impediu que as equipes ficassem satisfeitas mesmo que viessem cavalgar sobre gelo e neve, encontraram apenas chão molhado. E muita lama…

Um ótima festa com um ótimo jantar

Esta edição marcada pelas condições climáticas como sabemos, como foi também a grande presença estrangeira. Pela primeira vez uma equipe inglesa de Londres, um piloto turco, um polaco, para além dos habituais concorrentes belgas e alemães, romenos e Suíços.

Em tração nas quatro rodas, Paul Chabloz e Philippe Escobar, abaixo, ficaram à frente de Patrice Perche e Julien Saunier. Pierre Vivier e seu navegador Jean-Pierre Finidori no Subaru STI completaram o pódio.

Na tração nas duas rodas, um hat-trick (Barba, cabelo e bigode é quando um piloto larga da pole, faz a melhor volta e termina vencendo-a. Em inglês é chamado de Hat Trick.) do Ford Escort saiu por cima. Pierre Lafay associado a Dominique Savignoni ficaram na frente de Thierry Colney e seu co-piloto Florian Zingle. Em 3º lugar, encontramos Alexandre Felsenhart/Rodrigo Del Marmol. A Copa Feminina foi para Ambre Boucherie e sua co-piloto Margot Pottier.

Em VHRS, a vitória é de Célimène Lachenal e seu navegador Pierre-Yves Belotti em um Ford Escort. A equipe suíça, já vencedora desta categoria no ano passado, dobrou a liderança.

Abaixo Paul Chabloz/Philippe Escobar

Geral

  • 1º – Paul Chabloz/Philippe Escobar, BMW IX; 2º – Patrice Perche/Julien Saunier, Subaru Impreza GT; 3º – Pierre Vivier/Pierre-Henri Finidori, Subaru STI.
  • 2 rodas motrizes
  • 1º – Pierre Lafay/Dominique Savignoni, Ford Escort; 2º – Thierry Cloney/Florient Zingle, Ford Escort Mk 2; 3º – Alexandre Felsenhart/Rodrigo Del Marmol, Ford Escort Mk 1.
  • 4 rodas motrizes
  • 1º – Paul Chabloz/Philippe Escobar, BMW IX; 2º – Patrice Perche/Julien Saunier, Subaru Impreza GT; 3º – Pierre Vivier/Pierre-Henri Finidori, Subaru STI.
  • Copa feminina
  • 1º – Ambre Boucherie/Margot Pottier, Subaru Impreza.
  • VHRS
  • 1º – Célimène Lachenal/Pierre-Yves Belotti Ford Escort.

NCR (https://www.newsclassicracing.com) – Nova parceira da edição de 2023!

E num Datsun 240 Z

Paul Lacombe e sua equipe convidam você para o 3º Rali Histórico de Gravel Romênia de 20 a 24 de junho de 2023

Reunião no cascalho em junho!

O Filme



Organização: Paul LACOMBE. Tel: 33 (0) 6 72723064 por E-mail photo1: Paul Chabloz e Philippe Escobar


ISSO É MUITO MAIS QUE COMPETIÇÃO. É CONSERVAR EMOÇÃO! C’EST BIEN PLUS QUE LA CONPETION. C’EST POUR CONSERVER L’ÉMOTION!

Dados: https://www.newsclassicracing.com/

Tradução e montagem Francis Castaings.

© Copyright – Site https://site.retroauto.com.br – Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

Acesse o site Retroauto na versão anterior

Volte a página principal do site